Ditadura chilena

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1935 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
DITADURA NO CHILE

INTRODUÇÃO

Na segunda metade do século XX, o Chile vivenciou um novo contexto político onde as forças democráticas abriram portas para a ascensão dos setores de esquerda. O novo presidente Gabriel González Videla resolveu se opor aos grupos políticos comunistas e socialistas chilenos. Dessa maneira, os desesperados portransformação foram totalmente frustrados ao manter as vantagens das classes economicamente privilegiadas.

Durante o processo eleitoral de 1970, socialistas cristãos e demais setores de esquerda se uniram em uma única chapa nomeada Unidade Popular. Salvador Allende, candidato por esta chapa, acabou vencendo as eleições e abriu portas para uma nova postura política.

Durante o processo eleitoralde 1970, socialistas cristãos e demais setores de esquerda se uniram em uma única chapa nomeada Unidade Popular. Salvador Allende, candidato por esta chapa, acabou vencendo as eleições e abriu portas para uma nova postura política.

Ao assumir o cargo presidencial, Allende cuidou de nacionalizar todas as empresas norte-americanas encontradas no país. Essa medida teve impacto negativo aos olhosdo “Tio Sam”, que logo se preocupou em verificar melhor as intenções deste novo governo no Chile. Os grupos chilenos, contrários ao governo Allende, organizaram movimentos grevistas que mobilizaram segmentos essenciais da economia chilena.

Ao longo de três anos o desgaste causado sobre a figura de Allende impulsionou um movimento para derrubar o presidente. Em setembro de 1973, um grupo demilitares realizou um golpe que culminou no assassinato do presidente Salvador Allende. Sob a liderança do general Augusto Pinochet, o Chile começou a viver uma terrível ditadura cismada em perseguir a oposição das esquerdas nacionais e atender os interesses norte-americanos.

Em 1980, o governo Pinochet divulgou uma nova constituição que legitimava o regime ditatorial. Ao decorrer daqueladécada, os grupos oposicionistas começaram uma nova articulação política acabar com o regime totalitário. Um novo plebiscito, realizado em 1987, vetou o direito de Augusto Pinochet a permanecer no governo em oito anos. Dois anos depois, Patricio Aylwin foi eleito como novo presidente prometendo a restauração das liberdades democráticas e punição dos militares envolvidos com o regime.

No ano de 1993,o governo de Frei Ruiz Tagle pautou seu governo em políticas de caráter neoliberal favoráveis às privatizações, a abertura ao capital externo e a ampliação do setor industrial. Na parte governamental, Ruiz teve que lidar com a permanência de um dispositivo constitucional que deixava as Forças Armadas chilenas sob o controle de Augusto Pinochet.

A resistência imposta pelos senadores biônicos,eleitos na época da ditadura, causou um acontecimento pitoresco conflituoso que pôs em chamas o panorama político daquele país. Ao longo dos anos, vários grupos perseguidos pela ditadura exigiam o indiciamento criminal de Pinochet e a cassação de seu mandato de senador. Entre 1998 e 2000, órgãos de justiça de outros países e do Chile tentaram incriminar o ex-ditador. Colocando em pauta problemas desaúde, Pinochet conseguiu protelar sua condenação.

O falecimento de Augusto Pinochet, em 2006, colocou um fim em todo esse capítulo da vida política chilena. O desfecho deste processo marcou a vida política não só do Chile, mas de toda América latina que ainda tenta reafirmar os princípios democráticos em países historicamente marcados pela instabilidade de suas instituições políticas.A DITADURA

Pinochet e Allende: o antagonismo político em um país de instituições instáveis.

Passados os conflitos da Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945), o Chile viveu um período de grande desenvolvimento econômico baseado na exportação de minérios...
tracking img