Disturbios gastrointestinais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3598 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE CEUMA - UNICEUMA
COORDENADORIA GERAL DA ÁREA DA SAÚDE
COORDENADORIA DO CURSO DE ENFERMAGEM
CURSO DE ENFERMAGEM
DISCIPLINA: PATOLOGIA GERAL









DISTURBIOS DO SISTEMA GASTROINTESTINAL

















São Luís
2012







DISTURBIOS DO SISTEMA GASTROINTESTINAL

















São Luís
2012

SUMÁRIO1 INTRODUÇÃO 4
2 GASTRITES 5
2.1 Gastrites agudas 5
2.2 Gastrites crônicas 7
3 APÊNDICITE 8
4 ÚLCERA PEPTICA 9
4.1 Aspectos Morfológicos 9
5 DOENÇA DE CROHN 10
5.1 Aspectos Morfológicos 12
5.2 Aspectos clínicos. Complicações 13
6 HEPATITES 13
6.1 Hepatite A 14
6.2 Hepatite B 14
6.3 Hepatite C 156.4 Hepatite D 15
6.5 Hepatite E 16
REFERENCIAS 17





INTRODUÇÃO




































































GASTRITES



O termo gastrite significa, literalmente, reação inflamatória na parede do estomago. Quando primária, a inflamação fica limitada à mucosa.Quando associada a doenças inflamatórias sistêmicas, infecciosas ou não, o processo pode se estender às outras camadas do órgão, como na sífilis, tuberculose, micoses profundas, etc. Quando usado sem outras especificações, o termo gastrite se refere a processo inflamatório primário da mucosa gástrica. Na linguagem comum, contudo, o termo costuma ser usado de modo amplo para indicar estados clínicosacompanhados de queimação ou dor epigástrica, desconforto abdominal etc., sintomas esses nem sempre associados a infiltrado inflamatório na mucosa gástrica. Como tais manifestações nem sempre implicam na existência de gastrite e, portanto, não têm relação com a existência de infiltrado inflamatório na mucosa gástrica, esses quadros são muitas vezes rotulados de dispepsia funcional. Dentro dessasconsiderações dispepsia funcional constitui entidade clinica e gastrite, condição histopatológica sem quadro clinico especifico e, em certos indivíduos, assintomática.
As gastrites representam um grupo heterogêneo de alterações macro e microscópicas da mucosa gástrica, decorrentes de injúria de variada origem, usualmente associada a uma resposta inflamatória aguda, crônica ou mista (Mincis,2008).
Podem ser agudas ou crônicas, e avaliadas por exame endoscópico e confirmadas por biópsia.



1 Gastrites agudas



Gastrite aguda refere-se a processo inflamatório agudo da mucosa gástrica, associado a causas endógenas ou exógenas, geralmente de curta duração. A gastrite aguda caracteriza-se por inflamação superficial aguda da mucosa gástrica, sendo maisfrequentemente causada por ingestão de químicos, como o álcool, aspirina e antiflamatórios não-esteroidais como indometacina (Steves e Lowe, 2002).
Em geral, coexistem hemorragia gástrica e/ ou erosões superficiais da mucosa (úlceras agudas), lesões estas que podem se estendem também ao duodeno, motivo pelo qual alguns consideram o quadro lesões aguda mucosa gastroduodenal.
Gastrites agudaspodem ser provocadas por medicamentos, principalmente a aspirina; bebidas alcoólicas; fumo; estresse; sais biliares; uremia; álcalis e ácidos fortes (substâncias corrosivas); agentes biológicos (vírus, bactérias); intoxicação alimentar. Os mecanismos mais importantes e conhecidos são: aumento da secreção ácida; redução da produção de íons HCO3-, lesão direta da barreira da mucosa gástrica,permitindo a retrodifusão de íons H+.
Medicamentos do tipo aspirina provocam gastrite por inibirem a biossíntese de prostaglandinas. Frente a uma agressão, a manutenção (e, às vezes, o aumento) do fluxo sanguíneo local é importante mecanismo protetor da mucosa gástrica. Isquemia da mucosa por qualquer causa, ainda que transitória, pode favorecer a retrodifusão de íons de H+ e tem sido considerada...
tracking img