Displasia coxofemoral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (608 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Referencias Bibliográficas

http://www.saudeanimal.com.br/artigo1.htm
http://www.revista.inf.br/veterinaria11/revisao/edic-vi-n11-RL33.pdfhttp://www.blacklab.com.br/displasiaprovet.htm
http://labradorblog.wordpress.com/displasia-da-anca/
http://www.zemoleza.com.br/como_fazer_citar.aspA displasia coxofemoral é uma doença que ocorre pela má formação da articulação coxofemoral, ou seja, a fixação do membro pélvico na cintura. É uma doença que podeser diagnosticada logo cedo, já que seus sintomas aparecem já nos primeiros meses de vida, o animal apresenta dor, logo, começa a mancar, pode ter dificuldade de mexer o membro e ter a atrofia domúsculo. Pode ocorrer em qualquer raça embora seja mais comum em raças grandes como Rottweillers, Pastores e Filas. Sua transmissão é hereditária, embora fatores nutricionais e ambientais piorem essacondição.
Foi feito um experimento com diferentes raças e sexos de cães entre 5 e 10 meses com o objetivo de estabelecer o índice de distração, que analisa a probabilidade do animal ter a displasiacoxofemoral quando adulto. Foram tiradas duas radiografias para a obtenção do resultado, uma na posição padrão (MRC) que é o método convencional e outra com o (MRD) radiográfico por distração, com oauxilio do distrator, um dispositivo, especialmente idealizado e confeccionado para o experimento e no ângulo adotado no MRC (AN) que identifica a distancia considerada normal entre a cabeça do fêmure o acetábulo. Se for igual ou superior a 105º, a articulação é considerada normal. A instabilidade da articulacao está relacionada ao aparecimento da DCF. Por isso a utilização do distrator, com afinalidade de separar as superfícies articulares. A probabilidade de se fazer um diagnóstico incorreto é grande em animais jovens, especialmente antes do fechamento das placas epifisárias, uma vez...
tracking img