Dislexia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1370 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Fabec – Brasil
Faculdade Brasileira de Educação e Cultura
Especialização em Psicopedagogia Institucional e Clínica











Dislexia




Valdirene dos Santos Afonso Oliveira













Aparecida de Goiânia, 2010


























“Dislexia, antes de qualquer definição, é um jeito de ser e deaprender; reflete a expressão individual de uma mente, muitas vezes arguta e até genial, mas que aprende de maneira diferente...”




2. Tema: Dislexia X dificuldades de linguagem
A palavra dislexia é derivada do grego “dis” – dificuldade e “lexia” – linguagem. Assim, a dislexia é uma específica dificuldade de aprendizado da linguagem em leitura, soletração, escrita, linguagem expressiva oureceptiva, razão e cálculos matemáticos, linguagem corporal e social. Não tem como causa falta de interesse, de motivação, de esforço ou de vontade, como nada tem a ver com acuidade visual ou auditiva como causa primária. Dificuldade no aprendizado da leitura, em diferentes graus, é característica evidenciada em cerca de 80% dos disléxicos.
A dislexia não está associada a uma baixa deinteligência e nem é uma doença. É um funcionamento peculiar do cérebro para o processamento da linguagem. A dislexia aparece em qualquer grupo social, é um distúrbio que independente de idade, sexo, raça, condições econômicas, causas intelectuais, emocionais ou culturais. Muitas pessoas bem sucedidas têm dislexia e muitos disléxicos são bem sucedidos. Pesquisas apontam que é comum a dislexia aparecer emmembros da mesma família, pais, irmãos, tios, primos ou avós podem apresentar os mesmos sintomas. Pessoas disléxicas são únicas; cada uma possui suas características, habilidades e inabilidades próprias.
No Brasil, milhares de estudantes são considerados como portadores de dificuldades de aprendizagem. Embora muitos destes casos não são diagnosticados adequadamente, logo não são devidamenteorientados. Este fato decorre da falta de informações dos profissionais das áreas de educação e saúde, que não fazendo a identificação precoce e o devido encaminhamento, provocam, em muitos casos, a frustração e até a evasão escolar.
Pesquisas recentes evidenciam que a maioria das escolas do Brasil não dá suporte a crianças com dislexia, algumas nem ao menos tem o conhecimento do problema. Taisalunos são tratados como os normais, e o possível baixo rendimento não é associado à consequência da doença.








3. Problemática e Justificativa
Sabemos que a dislexia é um distúrbio ou transtorno de aprendizagem (que compromete habilidades) de maior incidência nas salas de aula. Mas, como diagnosticar uma criança disléxica? Atualmente, muitas crianças concluem o Ensino Fundamentalsem exercer o domínio da leitura e escrita. Por que será?
A busca por esse tema surgiu do interesse em identificar as características da dislexia em crianças a partir da alfabetização, a fim de adotar metodologias mais adequadas para a inclusão da criança.
A constatação de que uma criança é portadora de dislexia, provoca ansiedade tanto na família quanto na escola e nos profissionaisde reeducação, devido às limitações existentes na colaboração familiar e das difíceis adequações escolares. Em relação à criança percebe-se um alívio ao definir a causa de suas dificuldades desde o processo de alfabetização, pois minimiza a exposição da mesma a rótulos de “preguiçosa”, “desatenta” e “bagunceira”.
De acordo com José & Coelho (2002), a dislexia, apesar de ser um tipo de distúrbioda leitura, termina por ser alocado com causa específica de diatúrbios na aprendizagem da identificação dos símbolos gráficos, embora a criança apresente inteligência normal, integridade sensorial e receba estimulação e ensino adequados. Devido à falta de informações dos pais e dos professores do pré-escolar em identificar os sintomas da dislexia antes da entrada da criança na escola, ela...
tracking img