Discutindo a formação de professoras e professores com donald schön

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3376 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR
Textos de referência:
Discutindo a formação de professoras e professores com Donald Schön
A formação dos professores em um mundo mutável

1º QUESTIONAMENTO
“Uma das coisas que realizo com maior alegria é ensinar, fazer aulas. Gosto das aulas tanto quanto gosto daquilo que ensino. Fui escolhendo devagar o meu ofício e hoje tenho certeza de que não poderia fazerescolha melhor. Pode soar romântico este testemunho, quando se considera a situação em que vivem os professores no Brasil. Não penso que sou uma exceção, um caso raro. Não deixo de enfrentar limites, de querer de vez em quando ‘largar tudo’, de ver às vezes a esperança se afastar. Entretanto, é no próprio espaço do trabalho que ‘esperanço’ de novo, que retorno com vigor a luta, que encontropossibilidades e alternativas. Auxiliam-me nesse movimento a prática e a reflexão sobre ela, o fazer e o pensar crítico sobre ele, num exercício que mescla razão e paixão.” (RIOS, Terezinha Azeredo. Compreender e ensinar. Por uma docência de melhor qualidade. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2002, p. 17).

Seria uma tarefa quase impossível tratarmos, nesse momento, da questão do professor reflexivo semassociarmos isso à formação do professor, a qualidade na educação que são aspectos intimamente ligados.
A formação teórica e prática do professor não é suficiente para garantir a qualidade do ensino, os debates sobre a formação de professoras e professores têm revelado a preocupação com os efeitos insatisfatórios das práticas docentes perante a complexidade que enfrentamos (GERALDI et al., 2003, p.184).
Sendo assim, ao se explanar sobre a relação existente entre a formação e a prática do professor, tomo como base o que foi colocado em sala de aula, devemos partir da reflexão sobre a aplicação prática (transposição didática) dos referenciais teóricos do campo da didática, numa perspectiva reflexiva.
Para tanto, há a necessidade de que o professor seja capaz de refletir sobre sua prática edirecioná-la segundo a realidade em que atua, voltada aos interesses e às necessidades dos alunos, fundamentada na epistemologia da prática, na prática reflexiva e na figura do professor pesquisador, compondo a ação-reflexiva-ação.
Nesse sentido, Freire, (1996) afirma que: “É pensando criticamente a prática de hoje ou de ontem é que se pode melhorar a próxima prática.” Completando a fala de Freire,esse pensamento deve basear-se nos saberes da docência: saberes pedagógicos, saberes específicos e as experiências.
Para Geraldi et al. (2003, p. 184):

É no embate com a realidade escolar que as antigas certezas caem por terra e exigem cada vez mais a busca e o entrecruzamento de saberes. É nessa tensão que somos levados a compreender que os paradigmas hegemônicos não fornecem respostas paratodas as incógnitas que o cotidiano apresenta, pois a realidade sempre apresenta novas e complexas dificuldades.

Para entendermos melhor esse aspecto, as autoras recorreram a Schön, “que se lança a partir das bases da teoria da indagação, herança do pensamento de John Dewey, e propõe uma formação de profissionais reflexivos”. (GERALDI et al., 2003, p. 185)
Donald Schön, baseia seu trabalho nasidéias de Dewey, apresentadas em duas de suas obras O Profissional reflexivo (1983) e Formação de profissionais reflexivos (1987), idealizando o conceito de professor prático-reflexivo, percebendo que em várias profissões, não apenas na prática docente, existem situações conflitantes, desafiantes, que a aplicação de técnicas convencionais, simplesmente não resolvem problemas.

No primeiro livroele segue uma linha de argumentação a favor de uma nova epistemologia da prática, centrada no saber profissional, tomando como ponto de partida a reflexão na ação, que é produzida pelo profissional ao se defrontar com situações de incertezas, singularidade e conflito. (GERALDI et al., 2003, p. 186)

No meu entendimento não se trata aqui de abandonar a utilização da técnica na prática docente,...
tracking img