Discurso politico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5310 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
19
O DISCURSO POLÍTICO1
PATRICK CHARAUDEAU* UNIVERSIDADE DE PARIS XIII

INTRODUÇÃO
O fenômeno político é complexo. Como disse Claude Le Fort, ele resulta de um conjunto de fatos que pertencem a ordens diferentes, mas que ao mesmo tempo se cruzam constantemente:
- fatos políticos, como atos e decisões que levantam a questão da autoridade e da legitimidade dos atores sociais; - fatos sociais,como a organização das relações sociais, levantando a questão do lugar e das relações que se instauram entre as elites e as massas; - fatos jurídicos, como o quadro que regula as condutas, levantando a questão da ação legisladora; - fatos morais, como um espaço de pensamento sobre os sistemas de valores, levantando a questão da idealidade dos regimes de governo para o bem dos povos.
1 Traduçãode Wander Emediato. * Esse texto é a retomada de um artigo enviado ao 9° Colóquio de Pragmática de Genebra. O texto inicial, tendo excedido o número de signos requeridos para sua publicação, teve de ser reduzido, o que é sempre um trabalho frustrante. Meu propósito era o de mostrar como a problemática da ação deve ser deslocada para um problemática do poder e, para tanto, eu o ilustrava dando comoexemplo categorias de palavras no discurso político. É essa parte que foi suprimida, além de uma reorganização de autoridade/legitimidade invertendo a apresentação.

251

ANÁLISE

DO

DISCURSO: GÊNEROS, COMUNICAÇÃO E SOCIEDADE

Isso explica porque, no que diz respeito a sua análise, o fenômeno político é objeto de estudo de diferentes disciplinas: as Ciências Políticas (fatospolíticos), a Sociologia (fatos sociais), o Direito (fatos jurídicos), a Filosofia política (fatos morais). Isso mostra também que não há domínio reservado, exclusivo, para a análise do fenômeno político, como alguns poderiam pretender. O que é certo é que, dado o cruzamento dessas dimensões, impõe-se uma interdisciplinaridade. E o discurso, onde se situa? Ele atravessa todas essas dimensões do fenômenopolítico. Isso parece evidente para as dimensões moral e jurídica (a definição dos valores e das leis através e pela linguagem), mas também para as dimensões social e acional. É o que eu gostaria de mostrar agora. Não seria possível tratar aqui do conjunto de questões que resulta da relação entre linguagem e ação no domínio político. Eu buscarei mostrar como a linguagem se junta à ação no discursopolítico e qual incidência isso tem para as diferentes estratégias discursivas que se desenvolvem nesse campo.

LINGUAGEM, AÇÃO E PODER
Contrariamente a uma idéia que circula no imaginário social e que opõe a palavra à ação (seja na dissimulação, seja na eficácia), partirei da hipótese de que o discurso político (bem como todo tipo de discurso) não tem sentido fora da ação, e que a ação busca, parao sujeito político (mas também para todo sujeito), o exercício de um poder. Em seu livro A condição do homem moderno a filósofa Hanna Arendt diz que uma ação silenciosa não seria mais ação porque não haveria mais ator, e o ator, o fazedor de atos, só é possível se ele é ao mesmo tempo um emissor de palavras.2
2 Arendt H., La condition de l’homme moderne, Calman-Lévy, Paris, 1961 et 1983, coll.Agora, p.235.

252

O DISCURSO POLÍTICO... PATRICK CHARAUDEAU

1. A RELAÇÃO LINGUAGEM-AÇÃO EM GERAL
Discurso e ação são dois componentes da troca social que, ao mesmo tempo, têm uma autonomia própria e se encontram em uma relação de interdependência recíproca, mas não simétrica. Todo ato de linguagem:
- emana de um sujeito, - esse sujeito só se define em sua relação com o outro, segundo umprincípio de alteridade. Ele precisa do outro para existir (sem a existência do outro, não há consciência de si); - trata-se de um sujeito que, em sua relação com o outro, não pára de remeter esse outro a si mesmo, segundo um princípio de influência, para que esse outro pense, diga ou faça segundo sua própria intenção; - mas é um sujeito que se confronta com o outro, pois esse outro tem seu...
tracking img