Direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1077 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Entrevista de Henrique Neto a Anabela Mota Ribeiro no "Jornal Económico"
Uma vez, fui a um debate em Peniche, conhecia o Sócrates de vista. Isto antes Peniche, do Governo Guterres. Não sabia muito de ambiente, mas tinha lido umas sabia coisas, tinha formado a minha opinião. O Sócrates começou a falar e pensei: opinião. “Este gajo não percebe nada disto”. Mas ele falava com aquela propriedadeEste . com que ainda hoje fala, sobre aquilo de que não sabe. Eu, que nunca tinha hoje ouvido o ho homem falar, pensei: “Este gajo é um aldrabão, é um vend vendedor de automóveis Ainda hoje lhe chamo vendedor de automóveis". tomóveis. "Quando se pôs a hipótese de ele vir a ser secretário vir secretário-geral do PS, achei uma coisa indescritível. Era a selecção pela falta de qualidade. O PS tem muitaselecção gente de qualidade. Sempre achei que o PS entregue a um tipo como o que Sócrates só podia dar asneira". "Gosto muito de Portugal – se tive uma paixão é Portugal – e não gosto de ninguém que dê cabo dele. tiver O Sócrates está no topo da pirâmide dos que dão cabo disto. Entre o mal que faz e o bem q faz, com o crates que Sócrates, a relação é desastrada". "Há caras de que gostamos mais eoutr menos, mas não me pesa assim tanto. Além do facto de que outras estou convencido de que ele não é sér também noutros campos. Conheci a vida privada do Sócrates, vencido sério, ele casou com uma moça de Leiria, de quem conheço a família. Sou amigo do pai dela, que foi o meu conheço arquitecto para a casa de São Pedro de Moel. Esta pequena decoração que vê aqui [em casa] foi feita pela cunhadado Sócrates. Às vezes compro umas pinturas que a mãe delas faz. Nunca fui próximo da delas família, mas tenho boas relações. Não mereciam o Sócrates. Portanto, sei quem é o Sócrates num ações. ambiente familiar. Sei que é um indivíduo que teve uma infância complicada, que é inseguro por força complicada, disso, que cobre a sua insegurança com a arrogância e com aquelas crispações. Mas um País nãopo rança pode sofrer de coisas dessas". "Escrevi uma carta ao Guterres, que foi publicada, em que lhe disse coisas que digo do Sócrates. Era deputado quando escrevi a carta, era da comissão política do Partido Social ado ca Socialista. Foi na fase de Pina Moura e daqueles descalabros todos. Na comissão política, estão publicadas algumas dessas coisas, comissão [sobre] os negócios do Jorge Coelho edo Pina Moura. Depois de ter falado disso tudo em duas ou três ócios reuniões e não ter acontecido nada, escrevi uma carta e mandei ao Guterres. Ele distribuiu a carta. No outro dia veio nos jornais. Era uma carta duríssima. Os problemas eram os me mesmos, estávamos a caminhar mal, estávamos a enganar os portugueses, a dizer que a economia estava na maior, quando economia não era verdade. Naaltura já falava com o Medina Carreira e ele já falava comigo". a reira "Quando o Pina Moura foi ministr das Finanças, uma senhora das Finanças instalou lá na empresa. ministro instalou-se Nunca contei isto. Encontrava-a no elevador, nunca falei com ela, “bom dia Sra. Dr.ª.”. Mas os meus a bom homens contavam-me. Andou à procura, à procura, à procura como uma doi me. procura, doida. Esteve lá algunsdois anos. As coisas não são impunes, a gente paga ão paga-as neste mundo. Disse o que quis do Pina Moura, da maioria desses gajos; era natural que se defendessem. Os seus colegas jornalistas muitas vezes foram ao Pina Moura com o que eu disse; e ele: “Não comento”. O Guterres também não comentava, e o Sócr Sócrates também não comenta. Aliás, quando faço uma intervenção ao pé dele fica histérico,não me pergunte porquê".
1

"Estudei um pouco da história portuguesa, nomeadamente dos Descobrimentos; fizemos erros absurdos. Um dos erros é deixarmo-nos enganar, ou pelos interesses, ou pela burrice. O poder, os interesses e a burrice é explosivo. Descambámos no Sócrates, que tem exactamente estas três qualidades, ou defeitos: autoridade, poder, ignorância. E fala mentira. Somos um País que...
tracking img