Direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (404 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Lucas Joia


Por que estudar psicologia no curso de Direito? |
Para que possamos ter a sensibilidade de se colocar no lugar da vítima, tanto como ré quanto autor. Essasensibilidade de se colocar no lugar das outras pessoas não é um dom, e sim um valor adquirido. A psicologia é um caminho ambíguo dependendo o lado que se segue, pois vai do valor de cada pessoa, masainda sim, segue as regras da sociedade (o Código Civil). E ela não é de agora, ela decorre a história desde Grécia Romana, pela Idade Média até a atualidade. Há pessoas que nascem sem estasensibilidade, e são denominados como psicopatas, que agem pelo instinto. Não podemos os acusar de ser maldade pura, pois eles seguem apenas seus próprios desejos, não importando quem machuquem.Em nossa futura profissão, teremos de discernir estas pessoas de pessoas “normais”, e aconselhá-las corretamente para que possam se livrar da culpa e viverem livres, mesmo se tiverem de serreclusos para pagarem pelo que fizeram. Mas não importa a área que nos especializarmos, teremos de conviver com a psicologia pelo resto de nossas vidas. Focada mais no curso de Direito, pelosvários altos índices pessoas transgressoras nos ajuda entender o fato do “por que?” destas violações. É claro que estas transgressões variam de pequenas coisas até grandes assassinatos, mais umatransgressão é um transgressão, e não pode ser deixada de lado! E a principal questão deste assunto, é que devemos estar cientes de nossa argumentação para a defesa de um agente antissocial. Eé estas condutas antissociais que nos levam a pensar na forma em que estes “agentes” foram criados, o que de muitas formas não encaixam na ação cometida por eles. Não importa se o agente teve a melhorcriação (bons valores, boa educação, etc...), o que define é o caráter psicológico, o que separa as pessoas “normais” de psicopatas, pois eles nascem sem esta sensibilidade. Mas nem todo...
tracking img