Direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1481 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O INSTINTO DO HOMEM

O comportamento instintivo não é fácil de explicar de uma maneira reducionista, o comportamento dos seres vivos, mesmo quando é instintivo, mostra uma habilidade notável para se adaptar ao meio ambiente, algo que uma máquina programada não pode fazer, a humanidade está destinada a atingir a sua perfeição física e psiquicamente, o homem está constituído para agir.
Ohomem, em sua evolução, passou por várias etapas. No princípio, quando ainda mantinha um estreito parentesco com os animais, nele predominavam os instintos. Mais tarde, as sensações e emoções se tornaram determinantes. Depois de se ter dissociado dos outros primatas, a espécie humana desenvolveu algumas qualidades físicas: perda da pilosidade, posição em pé, destreza, aumento do volume cerebral, ealgumas qualidades psíquicas: desenvolvimento da linguagem, da razão, da vontade, da consciência, da moral, da inteligência, etc.
Quando já se encontrava mais avançado em sua caminhada, o ser humano passou a valorizar os sentimentos. Isso não significa, claro, que o indivíduo tenha se despojado de todos os instintos, sensações e emoções, pois eles são extremamente necessários para a manutenção davida humana. Cada uma destas fases existenciais tem sua função primordial para a sobrevivência da humanidade.
O instinto, do latim “instinctu”, é algo inato ao ser vivo, um tipo de inteligência no seu grau mais primitivo. Ele guia o homem e os animais que possuem um grau mais elevado em sua trajetória pela vida, nas suas ações, visando justamente a preservação do ser. Os instintos são adquiridosnas experiências vividas, no confronto com determinadas situações e nas respostas a elas, e então herdados pelas gerações posteriores. Eles se manifestam nos homens, na maior parte das vezes, através das reações a certas emoções. De fato, um gênero de “moral instintiva” rege a vida animal e reduz a violência à sua “mínima necessidade possível”. É uma espécie de instinto, por exemplo, que obriga odominante a cessar qualquer tipo violência, quando o subordinado demonstra submissão. O homem converteu essa “moral instintiva” em leis e em éticas: “Não se bate num homem caído”; “é proibido abusar da sua força, do seu poder ou abusar pessoas vulneráveis”, etc.
Os progressos das nossas faculdades psíquicas atuam sobre vários aspectos da humanidade:
- As nossas qualidades intelectuais eanalíticas adaptam cada vez melhor o homem ao seu Meio Ambiente.
- As nossas qualidades morais e éticas permitem-nos controlar cada vez melhor algumas das nossas pulsões e tendências naturais incompatíveis com os valores humanos (atitude de predador, agressividade, dominação, etc.). As nossas qualidades afetivas e psicológicas permitem melhorar constantemente a nossa relação com outrem e com nospróprios.
Obviamente, todas essas faculdades psíquicas evoluem em permanência e interagem entre elas e trabalham em silêncio para um objetivo superior: a perfeição humana final.
É determinante para a conservação da raça humana a existência do instinto, pois ele nos motiva a agir quando necessário. Mas, certamente, o homem não deve mais, em sua etapa atual, se deixar dominar pelos instintos, docontrário ele se animaliza e pode cometer atos brutais. O instinto pode ser convertido em inteligência quando o indivíduo consegue agir movido pela vontade e pela decisão própria, não mais apenas por impulsos. Quando o sujeito age baseado primordialmente nestes, ele está atuando, segundo Sigmund Freud, no campo do princípio do prazer – aliás, esta concepção freudiana causou uma grande polêmica na época,pois a sociedade vitoriana não podia admitir que parte do seu ser era comandado, nos momentos de gozo e volúpia, por impulsos irresistíveis e repetitivos, independentes de sua vontade, e não por razões mais nobres.
Há várias espécies de instintos, mas basicamente a psicanálise, fundada por Sigmund Freud, determina dois instintos principais, em luta constante dentro de cada um de nós – Eros,...
tracking img