Direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1088 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO DA BAHIA - FIB
DIREITO

Mateus de Jesus Barberino
Francisco Boa Morte Conceição

A LÍNGUAGEM E O DISCURSO JURÍDICO À LUZ DO SÉCULO XXI



SALVADOR - BAHIA
ABRIL - 2013
Texto 2 :
Eu estava no bar de seu Manoel refrescando a garganta, quando a policia chegou e me carregou para a delegacia. Perguntei a eles por que estavam sendo preso, eles mimdisseram que eu era foragido e há muito tempos estavam a minha procura. Um dos meus advogados tinha conversado comigo para que eu desse um jeito e sumisse. Porém resolvi ficar aqui em São Paulo por uns tempos, para juntar um dinheiro para voltar pra minha terra, visto que eu não poderia ir pra minha terra pelo fato que eu era um foragido da justiça.
Acontece que lá no interior eu era casado, tinhauma esposa muito linda, porém era bastante safada. Ela faleceu, e eu sair do interior com uma mão a frente e outra atrás, Vim para esta cidade porque não consegue suportar a dor de ser traído por minha ex esposa. Chegando aqui eu arranjei outra esposa, mas fiquei remoendo a dor do passado e, então um belo dia resolvi ligar para minha ex, no interior, e convidei para vir a São Paulo. Quando elachegou na rodoviária, eu não conseguir controlar a minha raiva, puxei a faca e a matei ela ali mesmo. Após o Crime sair correndo, e tinha uma grande certeza de que ninguém tinha mim visto .
Após seis anos do acontecido, o oficial de justiça apareceu na minha casa com uma intimação, fui chamado para o julgamento. Logo após deu ter recebido essa intimação procurei um dos meus advogados, apesar queele era meia-boca. Contei toda a situação que estava se passando comigo.
O meu advogado mim disse que o meu processo estava difícil para mim. Fui a júri e a minha defesa não foi boa, acabei sendo condenado à seis anos de prisão. Meu advogado falou que iria apelar a sentença. Passaram quase dois anos e então o meu advogado mim ligou dizendo que ha apelação não tinha dado certo. Ele mimaconselhou a mim apresentar no Fórum, que eu não iria pra cadeia, no máximo iria para colônia, pois assim determinava a sentença. Eu sabia que essa tal de colônia não existia, achei que ele estava mim enganando e disse a ele: Foi então que o doutor falou pra mim se apresentar, ou sumir de vez, se caso eu não mim apresentasse, quando eles me pegassem na rua eu iria para cadeia. Não mim pegaram na rua,porém mim pegaram no bar de Seu Manoel, refrescando minha garganta. No mais, foi bem feito, porque um dia eu mim disseram que a minha ex esposa estava me traindo com o prefeito. Desde então esperei o dia certo pra fazer o que eu fiz. Isso eu conto pro senhor, porque, se o delegado mim perguntar. Eu nego tudo .















A LINGUAGEM E O DISCURSO JURÍDICO À LUZ DOSEGULO XXI

A linguagem é a forma que encontramos para realização de troca de pensamentos entre as pessoas. O estudo da linguagem como ciência abrange os campos da fonética, fonologia, sociolinguística, psicolinguística, dentre outras.

A linguagem jurídica abrange perspectivas semânticas, que envolve o estudo do significado do que falamos ou escrevemos; discursiva, com a analise ecompreensão de frases combinadas em textos; pragmáticas, quanto a sua utilização; e a sociolinguística, como ela é realizada nos meios sociais, geográficos. Partindo destes estudos encontramos a linguagem como forma de tornar os atos, contratos, convenções válidos.

Torna-se evidente a busca por textos mais claros e menos sofisticados, deixando de lado o chamado juridiques que utiliza muito termostécnicos jurídicos, muito oriundo da cultura Romana, que torna difícil a compreensão, buscando uma aproximação entre a parte da sociedade que busca seus direitos na esfera jurídica, e as partes que a redigem, sendo advogados em suas petições, juízes em sentenças, etc.

Os textos jurídicos tendem a aproximar-se mais da linguagem utilizada em textos jornalísticos, sabendo que, segundo afirma o...
tracking img