Direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 93 (23183 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Mercador de Veneza

O MERCADOR DE VENEZA
(The Merchant of Venice)

William Shakespeare

INDICE ATO I Cena I Cena II Cena III ATO II Cena I Cena II Cena III

file:///C|/site/LivrosGrátis/omercador.htm (1 of 49) [15/04/2001 21:08:49]

O Mercador de Veneza

Cena IV Cena V Cena VI Cena VII Cena VIII Cena IX ATO III Cena I Cena II Cena III Cena IV Cena V ATO IV Cena I Cena II ATO VCena I PERSONAGENS
O DOGE DE VENEZA. O PRÍNCIPE DE MARROCOS, pretendente de Pórcia. O PRÍNCIPE DE ARAGÂO, pretendente de Pórcia. ANTÔNIO, um mercador de Veneza. BASSÂNIO, seu amigo. GRACIANO, amigo de Antônio e de Bassânio.
file:///C|/site/LivrosGrátis/omercador.htm (2 of 49) [15/04/2001 21:08:49]

O Mercador de Veneza

SALÂNIO, amigo de Antônio e de Bassânio. SALARINO, amigo de Antônio e deBassânio. LOURENÇO, apaixonado de Jessica. SHYLOCK, um judeu rico. TUBAL, um judeu, seu amigo. LANCELOTO GOBBO. criado de Shylock. O VELHO GOBBO, pai de Lanceloto. LEONARDO, criado de Bassânio. BALTASAR, criado de Pórcia. ESTÉFANO, criado de Pórcia. PÓRCIA, rica herdeira. NERISSA, sua dama de companhia. JESSICA, filha de Shylock. Senadores de Veneza, oficiais da Corte de Justiça, um carcereiro,criados de Pórcia e outros servidores.

ATO I Cena I
Veneza. Uma rua. Entram Antônio. Salarino e Salânio. ANTÓNIO - Não sei, realmente, porque estou tão triste. Isso me enfara; e a vós também, dissestes. Mas como começou essa tristeza, de que modo a adquiri, como me veio, onde nasceu, de que matéria é feita, ainda estou por saber. E de tal modo obtuso ela me deixa, que mui dificilmente me conheço.SALARINO - Vosso espírito voga em pleno oceano, onde vossos galeões de altivas velas - como burgueses ricos e senhores das ondas, ou qual vista aparatosa distendida no mar - olham por cima da multidão de humildes traficantes que os saúdam, modestos, inclinando-se, quando perpassam com tecidas asas. SALÂNIO - Podeis crer-me, senhor: caso eu tivesse tanta carga no mar, a maior parte de minhasafeições navegaria com minhas esperanças. A toda hora folhinhas arrancara de erva, para ver de onde sopra o vento; debruçado nos mapas, sempre, procurara portos, embarcadoiros, rotas, sendo certo que me deixara louco tudo quanto me fizesse apreensivo pela sorte do meu carregamento. SALARINO - Meu hálito, que a sopa deixa fria, produzir-me-ia febre, ao pensamento dos desastres que um vento muito fortepode causar no mar. Não poderia ver correr a ampulheta, sem que à idéia me viessem logo bancos e mais bancos de areia e mil baixios, inclinado vendo o meu rico "André" numa coroa, mais fundo o topo do que os próprios flancos, para beijar a tumba; não iria à igreja sem que a vista do edifício majestoso de pedra me fizesse logo lembrado de aguçadas rochas, que, a um simples toque no meu gentil barco,dispersariam pelas ondas bravas suas especiarias, revestindo com minhas sedas as selvagens ondas. Em resumo: até há pouco tão valioso tudo isso; agora, sem valia alguma. Pensamento terei para sobre essa conjuntura pensar, e há de faltar-me pensamento no que respeita à idéia de que tal coisa me faria triste? Mas não precisareis dizer-me nada: sei que Antônio está triste só de tanto pensar em suascargas. ANTÔNIO - Podeis crer-me, não é assim. Sou grato à minha sorte; mas não confio nunca os meus

file:///C|/site/LivrosGrátis/omercador.htm (3 of 49) [15/04/2001 21:08:49]

O Mercador de Veneza

haveres a um só lugar e a um barco, simplesmente nem depende o que tenho dos azares do corrente ano, apenas. Não me deixam triste, por conseguinte, as minhas cargas. SALARINO - Então estaisamando. ANTÔNIO - Ora! Que idéia! SALARINO - Não é paixão, também? Então digamos que triste estais por não estardes ledo, e que saltar e rir vos fora fácil e acrescentar, depois, que estais alegre porque triste não estais. Pelo deus Jano de dupla face, a natureza, agora, confecciona uns sujeitos bem curiosos: uns, de olhos apertados, riem como papagaio trepado numa gaita de foles; outros andam com...
tracking img