Direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1408 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE LIONS
CURSO DE CAPACITAÇÃO DE GESTÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA



METODOLOGIA CIENTÍFICA

ITAPIRAPUÃ/GO
2012
CAMILA RODRIGUES REZENDE
ERNANY AP. DE PAULA FERREIRA
KEILA COSTA ALVES FONTES
LEANDRO ANTONIO DE OLIVEIRA SILVA



VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ESTADO DE GOIÁS

Trabalho Científico do Curso de Capacitação de Gestão emSegurança Pùblica da Faculdade Lions, como requisito avaliativo da disciplina de Metodologia Científica, sob orientação da Professora Karoline Andrade de Alencar

ITAPIRAPUÃ/GO
2012
SUMÁRIO


01.02.03.04.05.06. |TEMA...........................................................................................................................INTRODUÇÃO...........................................................................................................CONCEITO.................................................................................................................VULNERABILIDADE...............................................................................................CONCLUSÃO ............................................................................................................ REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..................................................................... | 040506070808 |

1. TEMA





VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ESTADO DE GOIÁS

02. INTRODUÇÃO

O presente projeto científico intitulado “Violência Contra aMulher no Estado de Goiás”, tem como proposta abranger os aspectos sociais, políticos e legais de ingente relevância no âmbito jurídico. Levando em consideração que toda mulher tem o direito de se defender diante de qualquer ato.
“Qualquer ato de violência baseado na diferença de gênero, que resulte em sofrimentos e danos físicos, sexuais e psicológicos da mulher; inclusive ameaças de tais atos,coerção e privação da liberdade seja da vida pública ou privada”. (Conselho Social e Econômico, Nações Unidas, 1992).
Esta explanação mostrará um pouco das conquistas adquiridas com muito custo e uma longa trajetória em relação à violência doméstica e familiar contra a mulher, até os dias de hoje, onde a mulher vítima de agressões além de poder sentir-se mais protegida, ainda pode contar com apunição do agressor.
É de suma importância ressaltar que esta pesquisa deve ser bem analisada, discutida e refletida, pois como a lei diz: que toda mulher que vem a sofrer violência doméstica tenha direito a proteção familiar.

03. CONCEITO

Mesmo que a violência doméstica seja uma ação penal pública condicionada, onde para haver processo é necessário o consentimento da vítima, e a penalidadeainda era paga à sociedade! Como pode isso? Então a mulher sofre, apanha, é ameaçada, tem que querer denunciar e o agressor pagava por isso com cestas básicas para uma sociedade que não se importava com a situação e segurança da vítima? Também nos casos de violência, a impunidade persistia em grande escala e depois, mesmo que o homemfosse punido, o máximo que acontecia era doação de cestas básicas, como punição alternativa, devido ao período de detenção muito baixo.
“A mulher vítima de violência doméstica, em geral, convive com o agressor e não quer uma indenização por danos, mas uma medida capaz de diminuir a violência e garantir sua segurança”. (Campos, 2003, p. 165).
Além disso, este tema é de alcance social bemexplícito porque tanto as autoridades como os direitos humanos devem trabalhar em busca da justiça e humanidade, diante de alguém sem defesa que não tem proteção familiar.
Contudo, uma real mudança nos valores sociais e a desconstrução de padrões de supremacia masculina e subordinação feminina, até hoje aceitos pela sociedade, como preconiza a lei, ainda está longe de se tornar...
tracking img