Direito e moral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (610 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução ao Estudo do Direito


1. Os gregos distinguiam o Direito e a Moral?
Os gregos, que foram os precursores do Direito não estabeleceram uma diferença concreta entre os dois aspectos.Por outro lado, eles os confundiam em um aspecto único, onde que, o Direito eram o conjunto de normas das pólis, que eram aplicadas segundo aspectos morais. Ou seja, as Leis aplicadas eram deconformidade com o sentimento moral do povo grego. No entanto, não havia a necessidade de disntinguir as partes.

2. Quando e porquê surge a preocupação deliberada de se apresentar uma teoriadiferenciadora entre Direito e Moral?
Essa preocupação surge ativamente no período da Idade Média, já que até essa época não se discutia a elaboração desta distinção. O ápice dessa preocupação ocorreu deforma inédita, já que a própria sociedade trouxe à tona a resposta do porquê do imediato diferenciamento entre a norma jurídica e a norma moral. Ocorreram “lutas” religiosas que instauraram insegurança nomeio social, causando uma interferência por parte dos chefes de estado na vida particular do cidadão, o que foi crucial para a classificação concreta entre Direito e Moral.

3. Qual o critérioproposto por Thomasius para a distinção entre Moral e Direito? Que críticas podem ser feitas a sua doutrina?
A primeira diferença estabelecida entre Moral e Direito foi elaborada por CristianoThomasius. Segundo suas teorias, o Direito se preocupa com o foro externo do indivíduo, ou seja, a sua vontade e a sua intenção de praticar o ato. Em contrapartida, a Moral preocupa-se com o foro interno,ou seja, não interessa a vontade do indivíduo e sim ele tem o dever de praticar apenas o bem, que é palavra que classifica a Moral em si.
Por se preocupar apenas com o ato exteriorizado apósconcluído, surge um aspecto que não torna o Direito completo em sua totalidade, uma vez que em muitos processos deve-se interpretar as causas de tal ato, ou seja, interpretar o porquê do acontecimento...
tracking img