Direito penal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6856 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO 3
2. CONCEITO DE DIREITO PENAL 4
3. CLASSIFICAÇÃO DO DIREITO PENAL E SUAS RELAÇÕES COM
OUTROS RAMOS 4
I. Direito Penal Objetivo e Direito Penal Subjetivo 4
II. Direito Penal Comum e Direito Penal Especial 5
III. Direito Penal Fundamental e Direito Penal Complementar 5
IV. Caráter Dogmático 5
IV. Direito PenalSubstantivo e Direito Penal Adjetivo 6
4. CRIME – Conceito 6
4.1 Conceito Material de Crime 6
4.2. Conceito Formal de Crime 6
5. ANÁLISE E CARACTERES DO CRIME SOB O ASPECTO FORMAL 7
5.1. Caracteres do crime sob o aspecto formal 7
5.2 Fato Típico: Conduta,Resultado, Nexo Causal e Tipicidade 7
6. ANTIJURIDICIDADE 12
7. CULPABILIDADE 137.1 Grau de Culpabilidade 13
7.2 Elementos da Culpabilidade 14
8. SUJEITOS: ATIVO E PASSIVO 14
8.1 Sujeito ativo 14
8.2 Sujeito passivo 15
9. CAPACIDADE PENAL 16
9.1 Da Capacidade Penal das Pessoas Jurídicas 16
9.2. Da Capacidade Especial do Sujeito Ativo 16
9.3. Da Capacidade Penal em Face das Normas Permissivas 17
9.4.Do sujeito passivo do crime 17
9.5 A Questão do Incapaz, da Pessoa Jurídica, da Morte, dos Animais e
Coisas Inanimadas 17
9.6 Sujeito Passivo e Prejudicado Pelo Crime 18
9.7 Do Objeto do Delito 19
9.8 Do Título do Delito (nomen juris) 19
10. OBJETOS DO CRIME 19
10.1. Objeto Jurídico 19
10.2. Objeto Material 19
11. TIPO PENAL 2011.1. Conceito e Importância do Tipo 20
11.2. Da Adequação Típica e suas Formas 20
11.3. Elementos do Tipo 21
12. CONCLUSÃO 22
REFERÊNCIA

1. INTRODUÇÃO

O Direito Penal passou por várias fases de evolução, sofrendo influência do direito romano, grego, canônico, e também de outras escolas como a clássica, positiva, etc., e essas influências servem de base para o nosso Direito Penal,justificando procedimentos atuais dentro do Direito Penal moderno , como a criação dos princípios penais sobre o erro, culpa, dolo, etc., o que resulta na importância do conhecimento histórico.
Tradicionalmente, entende-se que o Direito Penal visa a proteger os bens jurídicos fundamentais (todo valor reconhecido pelo direito). No crime de furto, por exemplo, o resultado é representado pelaofensa ao bem jurídico "patrimônio"; no homicídio, há lesão ao valor jurídico "vida humana"; na coação, uma violação à liberdade individual. Essa seria a tríade fundamental de bens jurídicos tutelados coativamente pelo Estado: vida, liberdade e propriedade.
Além de tentar proteger os bens jurídicos vitais para a sociedade, normalmente entende-se que o direito penal garante os direitos da pessoa humanafrente ao poder punitivo do Estado. Esta forma de encarar as funções do direito penal vem da velha tradição liberal, muito bem explicitada pelo penalista espanhol Dorado Montero. Ainda que se duvide dessa função garantista, deve ela ser levada em conta na formulação das normas penais, a fim de poder evitar que o Estado de Polícia se manifeste e se sobreponha ao Estado de Direito. Como dizZaffaroni, em toda ordem jurídica, ainda que democrática, o Estado de Polícia está sempre presente e pode conduzir, a qualquer momento, a um regime autoritário em detrimento das liberdades humanas.

2. CONCEITO DE DIREITO PENAL
O Direito Penal, também chamado de Direito Criminal, é o conjunto de normas jurídicas que o Estado estabelece para combater o crime, através das penas e medidas de segurançae é o ramo do Direito Público dedicado às normas emanadas pelo legislador. Direito Penal visa a proteger os bens jurídicos fundamentais (todo valor reconhecido pelo direito)
O direito penal tem um caráter fragmentário, pois não encerra um sistema exaustivo de proteção aos bens jurídicos, mas apenas elege, conforme o critério do “merecimento da pena”, determinados pontos essenciais. Pode-se...
tracking img