Dinastia avis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1223 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Dinastia Avis

Reis da 2ª Dinastia-Avis |
1385 - 1433
D. João I "O de Boa Memória"

1433 - 1438
D. Duarte I "O Eloquente"


1438 - 1481
D. Afonso V "O Africano"

1481 - 1495
D. João II "O Príncipe Perfeito"

1495 - 1521
D. Manuel I "O Venturoso"
1521 - 1557
D. João III "O Piedoso"

1557 - 1578
D. Sebastião I "O Desejado"
1578 - 1580
D. Henrique I "O Casto"
1580- 1580
D. António I "O Determinado" D. João I "O de Boa Memória" |

Monarca português, filho bastardo de D. Pedro I e de Teresa Lourenço, dama galega, nasceu em 1357, em Lisboa, onde faleceu em 1433. Décimo rei de Portugal (1385-1433), foi o fundador da dinastia de Avis ou Joanina, sendo conhecido pelo cognome "de Boa Memória".
Foi educado por um mestre da Ordem de Cristo, foi nomeado, comapenas seis anos, Mestre da Ordem de Avis por D. Pedro I e armado cavaleiro.
D. João I – O da Boa Memória

pela boa recordação que deixou

Ganhou a Guerra da Independência contra Castela, que durou 27 anos

Mandou construir o Mosteiro da Batalha para comemorar a vitória da Batalha de Aljubarrota

Assinou o Tratado de Paz com Castela

Assinou o Tratado de Windsor com InglaterraCasou com D. Filipa de Lencastre para reforçar a aliança com Inglaterra

No final do séc. XIV Portugal atravessou uma crise ( falta de cereais e ouro) devido à guerra com Castela

Em 1415 conquistou Ceuta pensando que iria resolver os problemas de Portugal, pois aí chegavam o ouro e as especiarias trazidas pelos Árabes, mas estes desviaram as rotas comerciais para outros lugares

AExpansão Marítima

A forma que os portugueses encontraram para resolver a crise foi a expansão marítima

O objectivo era conquistarem os mercados de África e do Oriente

Para chegarem a esses lugares distantes foi preciso :

- construir barcos
- desenhar mapas
- desenvolver técnicas de orientação

Astrolábio Bússola Quadrante BalestilhaNo séc. XV começou a época dos Descobrimentos Marítimos .
O Infante D. Henrique ( filho de D.João I ) foi o grande impulsionador dos Descobrimentos e foi ele que organizou e planeou as viagens marítimas
O Infante D. Henrique fundou a Escola Náutica de Sagres

Descobertas no reinado de D. João I

1418 – Ilha de Porto Santo ( João Gonçalves Zarco e Trsitão Vaz Teixeira)
1419 – Ilhada Madeira ( João Gonçalves Zarco, Tristão Vaz Teixeira e Bartolomeu Perestelo)
1431 – Arquipélago dos Açores ( Gonçalo Velho Cabral )

D. Duarte – O Eloquente

pelo seu amor às letras

Depois da morte de D. João I sucede-lhe o seu filho D. Duarte
Em 1434 publica a Lei Mental (determinava que os bens da coroa só podiam serherdados pelo filho varão mais velho)
Em 1434 Gil Eanes dobra o Cabo Bojador. Com esta travessia abriram-se novos caminhos para Sul.
Passou-se a utilizar a caravela

Realizou-se uma Expedição a Tânger onde sofremos uma derrota e D. Fernando (irmão de D. Duarte) ficou prisioneiro

D. Afonso V – O Africano

D. Afonso V – O Africano

pelas conquistas querealizou em África

Foi introduzida a imprensa em Portugal
Em 1458 conquistou Alcácer Ceguer
Em 1471 conquistou Arzila, Tânger e Larache

Algumas Descobertas no reinado de D. Afonso V

Cabo Verde - Diogo Gomes e Cadamosto
Ilhas de S. Tomé e Príncipe – João de Santarém e Pêro Escobar

D. João II – O Príncipe Perfeitopelo talento com que conduziu o seu governo

Deu um novo impulso aos Descobrimentos
Preparou a frota para a viagem marítima à Índia

pretendia obter o comércio das especiarias

Em 1482 Diogo Cão chega à foz do Rio Zaire e aí ergueu o primeiro padrão

marco de pedra que tinha gravada a cruz de Cristo,...
tracking img