Dificuldade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4476 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
D IFICULDADE
DE APRENDIZAGEM
QUE SÃO?
COMO ENTENDÊ-LAS?
Luís de Miranda Correia
Ana Paula Martins

BD

Biblioteca
Digital
Colecção
EDUCAÇÃO

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
Luís de Miranda Correia
Ana Paula Martins

QUE DETERMINARÁ
O SUCESSO ESCOLAR
DE UM ALUNO COM DA?

Quanto a nós, embora possamos considerar um conjunto de factores, como o são a motivação e auto-estima doaluno e o envolvimento
dos pais, entre outros, será a qualidade do ensino ministrado que fará
a diferença. A paciência, o apoio e o encorajamento prestado pelo
professor serão com certeza os impulsionadores do sucesso escolar
do aluno, abrindo-lhe novas perspectivas para o futuro.
Luís de Miranda Correia

© Porto Editora

Biblioteca Digital Colecção EDUCAÇÃO

2

DIFICULDADES DEAPRENDIZAGEM
Luís de Miranda Correia
Ana Paula Martins

ÍNDICE

Introdução ................................................................................

5

Que são dificuldades de aprendizagem? ................................

6

Que causa as dificuldades de aprendizagem? ........................

9

Como identificar e avaliar as dificuldades de aprendizagem? ....

11

Quemodalidades de atendimento e que tipo de serviços
para o aluno com DA? .............................................................

16

Referências ..............................................................................

20

© Porto Editora

Biblioteca Digital Colecção EDUCAÇÃO

3

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
Luís de Miranda Correia
Ana Paula Martins

INTRODUÇÃO

Nos últimos 20 anos o número de alunos com dificuldades de
aprendizagem (DA) aumentou consideravelmente tendo passado, em
Portugal, de umas dezenas de milhar para mais de uma centena de
milhar. Actualmente, estes alunos constituem cerca de metade da
população estudantil com necessidades educativas especiais (NEE)
(Correia, 1997). Contudo, e tendo em conta um conjunto diversificado
de factores,tal como a heterogeneidade de características dos alunos
com DA, a formação exígua nesta área da maioria dos professores, a
incompreensão do conceito por parte dos profissionais e dos pais,
para citar alguns, as DA continuam a ser alvo de uma grande confusão, entregando anualmente ao insucesso vários milhares de alunos. E
a confusão é tanto maior, quanto maior é a incompreensão que as DAgeram no seio da comunidade educacional, pais incluídos. Por esta
razão, assiste-se ainda a um total desencontro de opiniões e práticas
que vêm a reflectir-se numa inadequada identificação e prestação de
serviços. Numa palavra, o apoio que estes alunos necessitam, de
acordo com as suas necessidades e características, é praticamente
inexistente e, em muitos casos, é-lhes até nocivo, criandosituações
futuras em que a delinquência, a toxicodependência, o alcoolismo e o
desemprego prevalecem.
Diz-nos a investigação que uma percentagem muito significativa
de alunos com DA não concluem a escolaridade obrigatória, contribuindo grandemente para o insucesso escolar existente num país.
Que a maioria dos alunos com DA não retém um emprego após ter

© Porto Editora

Biblioteca DigitalColecção EDUCAÇÃO

4

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM
Luís de Miranda Correia
Ana Paula Martins

concluído a escolaridade obrigatória (Wagner, 1993). Que os adolescentes que têm DA estão numa situação de risco muito maior do que
os seus pares sem DA no que diz respeito ao alcoolismo e à toxicodependência (Hazelden Foundation, 1992). Que as DA e a toxicodependência são os factores mais citadosquanto à manutenção de um
emprego e quanto à autonomia financeira de um indivíduo (Office of
the Inspector General, 1992). A provar, ou até a provocar esta situação, está com certeza a já referida confusão que existe acerca da
área das DA. E a confusão é tanto maior, quanto maior é o desentendimento sobre o conceito. É que, a nosso ver, em Portugal usa-se o
termo dificuldades de aprendizagem...
tracking img