Dificuldade de aprendizagem da leitura e escrita

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1598 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
PRÉ-PROJETO DE ESTÁGIO

Pós- Graduando:

Tutor Responsável:

Data: 30/06/2010

Tema: Dificuldade de aprendizagem da leitura e escrita.

Justificativa: O tema escolhido foi devido à preocupação de um dos desafios que a Educação do século XXI enfrenta que é a dificuldade de aprendizagem. A leitura e escrita é uma das habilidades mais afetadas com maior freqüência. Ofracasso escolar, mais especificamente a dificuldade na elaboração da leitura e da escrita tem preocupado os educadores, pesquisadores e pais. Apesar das inúmeras discussões, constatamos, por meio de pesquisas (Shimazaki, 2007; Shimazaki 2006) que grande parte dos alunos que estudam na segunda e terceira séries do ensino básico não elaboraram a leitura e escrita. Muitos desses alunos sãoencaminhados para a salas de projetos, apesar de não terem qualquer deficiência ou distúrbio de aprendizagem.

Objetivo: -Mostrar como se desenvolve o processo da escrita em uma criança ;
- Citar caminhos percorridos para chegar em uma escrita coerente, ortográfica, com a grafia adequada;
- Mostrar resultados de entrevista e diagnósticos realizados com sujeitos envolvidos.

Espaço a serrealizada a pesquisa: Escola Municipal Santo Tomás de Aquino,situada a Avenida Governador Valadares,11, Centro, na cidade de São Tomás de Aquino – MG.

Sujeitos envolvidos: Alunos do 3º ano do Ensino Fundamental do projeto. Nas salas de projeto, são atendidos os alunos que apresentam atraso na aprendizagem das tarefas escolares, mas podem freqüentar o ensino regular se tiverem ajuda pedagógica.Instrumento de coleta de dados: - Entrevista com o aluno, família e o professor.
- Observação na sala de aula.

Fundamentação teórica: Entendemos a alfabetização, segundo Soares (2004) é ação de alfabetizar, isto é,ensinar a ler e escrever. Para Freire (1980 e 1994) alfabetização é o desenvolvimento de consciência crítica e umdos instrumentos primordiais para a emancipação do homem. É um processo que se faz por meio de uma práticasocial, intencional e planejada.
Luria (1988) afirma que a escrita da criança começa muito antes da primeira vez
que o professor coloca um lápis em sua mão, e é preciso que o professorconsidere tais habilidades, pois “se formos estabelecer a pré-história da escrita,teremos adquirido umimportante instrumento para os professores: o conhecimento daquilo que a criança era capaz de fazer antes de entrar na escola.”(p. 84).Para o pesquisador a escrita constitui o uso funcional de linhas, pontos e outros signos para recordar e transmitir idéias e conceitos. Os rabiscos podem mostrar algo mais que simples garatujas. As posições de um rabisco, a sua posição e a relação com outrosrabiscos permitem a criança recordar o que havia registrado.
Luria (1988) verificou que os atributos quantidade, tamanho e cor, quando utilizados em sentenças ditadas às crianças, conduzem à pictografia e tem efeito de traços de verdadeira escrita. O desenho antecede à escrita propriamente dita, pois esse é o limite entre a pictografia e a escrita por signos. Ensina-se a desenhar letras econstruir palavras com ela, mas não se ensina a linguagem escrita. Enfatiza-se a mecânica de ler o que está escrito.
A compreensão da linguagem escrita é efetuada, primeiramente, por meio da
linguagem falada; mas essa via é reduzida, abreviada, e a linguagem falada desaparece como elo intermediário. A linguagem escrita adquire o caráter de simbolismo direto, passando a ser percebida da mesmamaneira que a linguagem falada. A linguagem escrita e a capacidade de ler, transformam o desenvolvimento cultural do homem, por meio delas podemos tomar ciência de tudo que os gênios da humanidade criarem no universo da escrita. A escrita deve ter significado para a criança. Deve ser despertada nela e ser incorporada a uma tarefa necessária e relevante à vida, como uma forma nova e complexa de...
tracking img