Diferentes abordagens para a pesquisa qualitativa; fundamentos epistemológicos.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2089 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DIFERENTES ABORDAGENS PARA A PESQUISA QUALITATIVA; FUNDAMENTOS EPISTEMOLÓGICOS.
Ellen Cristina Gomes da Silva – Maceió/AL, ellenc.gs@hotmail.com, psicologia, 2º período vespertino.
Existem inúmeros desafios na definição da pesquisa qualitativa a mais comum e polêmica relaciona-se a inseparabilidade do qualitativo e do quantitativo só usarmos o termo qualitativo confunde-se entre dois momentosdo conhecimento, convertendo o momento de qualidade.
O termo qualitativo tem como conceito alternativo as formas de quantificação que tem predominado no desenvolvimento das ciências sociais, e na psicologia de forma particular, constitui via de acesso a dimensões do objeto inacessíveis ao uso que em nossa ciência se tem feito quantitativo. (REY, González, pág. 1) Mas na pesquisa e na avaliaçãonão contém significado único.
Denzin e Lincoln reconhecem cinco períodos essenciais no desenvolvimento histórico da pesquisa qualitativa: O período tradicional que obteve forte influência positivista, em busca da objetividade, da validade e da confiabilidade do conhecimento obtido; O período modernista que ainda é observado em algumas pesquisas atuais, tentar formalizar os métodos qualitativos;Período da indiferenciação de gêneros onde os pesquisadores procuravam um método e estratégias mais complementares tendo como ponto de partida as representações culturais e suas significações. No período de crises de representação os conceitos de confiabilidade, validade e objetividade foram mais discutidos passando a ter uma visão descritiva e acumulativa à produção de textos. Período da dupla crisefoi o momento de uma crise de representação e de legitimação dos pesquisadores qualitativos diante do mundo das ciências sociais.
As pesquisas qualitativas no momento encontram-se na busca de substituir grandes narrativas por teorias mais locais e de pequena escala, com problemas centrados e situações específicas fazendo com que surja uma nova e essencial epistemologia com posições metodológicasparticulares, como a etnografia que foi a pioneira no uso dos métodos qualitativos. Assim muitas das definições sobre etnografia confundem-se com traços gerais da definição da pesquisa qualitativa em psicologia.
A psicologia foi desenvolvida para conduzir um fortalecimento do social sobre o individual e que ao compreender a psique como conduta e a formação da mente como resultado demanipulações das condições que regem a vida do homem.
Partindo do modelo positivista desenvolveram duas tradições que têm dominado a pesquisa psicológica a partir de um ponto de vista metodológico: A pesquisa correlacional e a pesquisa de manipulação. Graças a forte participação de Freud em pesquisas experimentais a epistemologia passou a ter uma produção qualitativa de conhecimento, destacando seu caráterinterpretativo, singular e com constante desenvolvimento, mantendo o papel do sujeito como produtor do conhecimento.
No estudo das representações sócias a questão dos métodos e das definições epistemológicas foi de grande debate em um encontro de 1998 em Natal. O grande interesse de fato é que mesmo existindo uma aproximação a formas qualitativas de construção do conhecimento em psicologia, estasnão têm conduzido uma elaboração explícita do tema em campos epistemológicos, mostrando a hegemonia das crenças e cosmovisões positivistas na pesquisa psicológica.
Para definir o termo qualitativo um elemento é essencial: seu caráter oculto à evidência; a qualidade dos fenômenos, a diferença de como é interpretada. Já quando falamos do qualitativo em pesquisas psicológicos esta não correspondea uma definição instrumental e sim epistemológica e teórica apoiando-se em diferentes processos de construção do conhecimento, voltados para o estudo de um objeto distinto da pesquisa quantitativa tradicional em psicologia.
ALGUNS PRESSUPOSTOS GERAIS DO DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA QUALITATIVA EM PSICOLOGIA
Ellen Cristina Gomes da Silva – Maceió/AL, ellenc.gs@hotmail.com, psicologia, 2º...
tracking img