Dietas hospitalares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1727 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
| CENTRO DE ENSINO CEFAECURSO TÉCNICO DE ENFERMAGEM THAYSA ADRIANE DOS SANTOS FRANÇA TIPOS DE DIETAS HOSPITALARES TURMA: ENF 102MANHÃRio de Janeiro2012TIPO DEDIETAS HOSPITALARES A dietoterapiaDesde os tempos remotos a humanidade já utilizava os alimentos e ervas para fins medicinais, pois, ainda nãoexistiam o que chamamos hoje de medicamentos. A dietoterapia é uma ferramenta da saúde, e em especial do profissional nutricionista, que usa dos alimentos (principalmente), para o tratamento e prevenção de enfermidades, levando ao organismo a adquirir osnutrientes necessários para a boa performance e saúde. Existem vários tipos de dietas terapêuticas que serão adotadas de acordo com a enfermidade do paciente, que são:As dietas especiais são divididas pela consistência dependendo da patologia ou dificuldade apresentada pelo paciente. |

Hipossódica
Uma dieta hipossódica ou dieta do sal é uma dieta realizada com pouco sódio (sal). Tambémconhecida por dieta “sem adição de sal”, esta significa que deve ingerir uma quantidade inferior a 4000 miligramas (mg) – ou quatro gramas – de sódio em cada dia. Pode fazê-lo se não acrescentar sal aos seus alimentos durante o processo de preparação ou à mesa, tradicional sal de cozinha. É indicada para pacientes hipertensos, cardiopatas, com retenção de liquidos (edemas), dentre outros.

O sódioencontra-se no sal e, em pequenas quantidades, em muitos outros alimentos.
Tratamento:
Não acrescente nenhum sal aos alimentos durante a sua preparação ou durante as refeições. Existem no mercado condimentos sem sal consulte o seu médico para saber se são adequados para si.
O queijo vulgar contém uma quantidade média a alta de sal. Se comer queijo, escolha queijos com pouco sódio, sempre quepossível (queijo fresco, por exemplo),leia as etiquetas dos alimentos embalados para verificar os níveis de sódio. Verifique as etiquetas dos medicamentos para controlar os níveis de sódio.
Branda
Nesta dieta encontramos alimentos mais cozidos, de conscistência mais mole, normal em calorias e nutrientes; moderada em resíduos; fácil de mastigar, Indicada para pacientes com enfermidades leves e usadacomo transição para dieta livre. Dieta em que há a necessidade de abrandar os alimentos para sua melhor aceitação.
Indicações:
- Pode ser usada como transição entre a dieta pastosa e a dieta geral.
- Alguns pós-operatórios.
- Dificuldades de mastigar e/ou deglutir.

Carnes magras, cozidas, moídas, desfiadas, purê, ao molho, etc.
As carnes devem ser abrandadas no seu tecido conectivo. Evitaralimentos flatulentos como: brócolis, couve-flor, couve-de-bruxelas, rabanete, repolhos e ovos cozidos. Frituras, alimentos que fornecem resíduos não digeríveis, vegetais crus, a maioria das frutas cruas, cereais integrais também devem ser excluídos.
GRUPO ALIMETAR | PERMITIDOS | EVITADOS |
PÃES, CEREAIS, ARROZ, MASSAS, ETC. | Pães moles, de forma, biscoitos sem recheio, panquecas, torradas,cereais cozidos (arroz e massas em geral), integrais de acordo com tolerância. | Pães duros, com sementes, pastelarias, feitos com nozes, frutas secas. |
VEGETAIS | Todas cozidas e picadas, exceto flatulentas. | Vegetais crus, folhosos, gás- formadores. |
FRUTAS | Sucos, todas cozidas. | Frutas cruas, cítricas e flatulentas. |
LEITE E DERIVADOS | Pouca gordura, queijos prato, mussarela,ricota, requeijão. | Queijos gordurosos |
CARNES, AVES, PEIXES E OVOS | Carnes magras, cozidas, moídas, desfiadas, purê, ao molho, ovos mexidos, moles, gemada. | Carnes gordas, duras, empanados, frituras, ovo frito. |
GORDURAS, ÓLEOS E AÇÚCARES | Todos, sem excessos. | Nenhum |
OUTROS | Chás, temperos normais. | Condimentos fortes e picantes, refrigerantes, álcool, água com gás, sucos...
tracking img