Diane arbus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1257 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Diane Arbus

1) O trabalho de Diane é único por diversos fatores. Ao pararmos para analisar sua obra, percebemos que ela contém uma subjetividade latente escondida pela objetividade de seus retratos. Tal subjetividade nos permite sentir inúmeras sensações.

O primeiro contato com o trabalho de Diane, geralmente nos faz experimentar aquela sensação de estranhamento. A obra dela é bastantepeculiar e não dá pra ser completamente entendida em uma batida de olho. Algumas sensações podem seguir o estranhamento; às vezes espanto, em outras melancolia e tem vezes que ficamos reflexivos ao ver as inúmeras interpretações para uma única e até mesmo simples imagem.

Eu escolhi a Diane Arbus por que mesmo que ela trabalhe em uma linha quase unificada, que no caso são retratos preto e branco,ela consegue dar variedade e consistência para sua obra. Cada retrato dela leva o modelo que o ilustra ao seu estudado mais natural, nos mostrando a precariedade da condição humana. Desde artistas e travestis, até crianças e idosos. Diane vai do rotineiro ao incomum e escreve através de fotografias histórias dos cidadãos de Nova York.

Uma técnica que ela desenvolveu muito bem foi o uso do flashde dia para dar destaque ao plano principal da imagem. Muitos fotógrafos utilizam essa técnica hoje em dia. É importante a utilização da mesma quando o objeto ou pessoa a ser fotografado está contra a luz solar, criando sombra em si mesmo. Com o uso dessa artimanha pode-se manter a luz do ambiente em volta e ainda iluminar o primeiro plano da imagem. Diane foi uma das grandes professoras dessautilização do flash, que inclusive eu gosto bastante.

Deixando-se de lado os termos técnicos por hora, e mantendo o foco em uma análise interpretativa da obra de Arbus, arrisco dizer que poucos fotógrafos conseguiriam me entreter com suas obras da maneira que ela consegue mesmo com tamanha simplicidade em suas obras. É intrigante pensar que um simples retrato, onde a pessoa fotografadaencontra-se olhando fixamente para a lente, possa ter tamanho teor subjetivo. É como se Diane escrevesse uma história a cada clique que ela dava e é como se ela realmente transmitisse o que sentia através dos outros. Como diz outra grande fotógrafa, Dorothea Lange: “cada retrato de outra pessoa é um autorretrato.”











2) Diane Nemerov nasceu dia 14 de março de 1923, em Nova York. Após secasar com o fotógrafo e ator Allan Arbus, recebeu seu sobrenome, com o qual ficou conhecida.
Diane era fotógrafa e escritora, gostava bastante de fotografar pessoas comuns de sua cidade, de uma forma que estivessem reduzidas à pura e simples condição humana.

No início dos anos 1960, começou a trabalhar com o fotografia de moda e fotojornalismo, publicando em diversas revistas da cidade deNova York, incluindo a Esquire e a The new York Times Magazine. Apesar de seu trabalho ter ênfase na moda, ela e seu marido relataram que não era fãs do mundo da moda. Tanto que anos depois ela deixou o Glamour pelo estranho.

Podemos destacar nas fotografias de Diane: o preto e branco constante em suas imagens quadradas; O flash, que ela usava durante o dia para dar destaque ao plano principal dasfotos; A preferência pela técnica do retrato, na qual as pessoas que posavam pra ela permaneciam de maneira estática, olhando fixamente para sua Rolleiflex – câmera de médio formato e dupla objetiva- que a fotógrafa usou na maior parte dos retratos que fez.

Percebemos o interesse que Diane tinha pelo ser humano em suas imagens, que geralmente retratam pessoas comuns, mas de identidadesdistintas e notórias, como: estrangeiros, idosos, atores circenses, nudistas, travestis, imigrantes, etc. Apesar de seus modelos estarem inseridos em um contexto social, ela os enxergava como metáforas de sua própria subjetividade.

Gostava também de retratar o diferente, que ia desde de gigantes até hermafroditas e pessoas simplesmente de aparência intrigante.

As fotografias de Diane são munidas...
tracking img