Dialise peritoneal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2428 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE FOZ DO IGUAÇU
INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE FOZ DO IGUAÇU – IESFI

DIALISE PERITONIAL

CARLA ADRIANA AÑASCO
GABRIELA ESTELA FERREYRA DE OLIVEIRA

Foz do Iguaçu - PR
CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE FOZ DO IGUAÇU
INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE FOZ DO IGUAÇU – IESFI

DIALISE PERITONIAL

CARLA ADRIANA AÑASCO
GABRIELA ESTELA FERREYRA DE OLIVEIRA

Trabalhoapresentado como requisito à aprovação da disciplina de Atenc. Saude Pess/Fam. Sit. Risco do curso de Enfermagem do Instituto Superior de Foz do Iguaçu.

Professor: Jediael Camargo.

Foz do Iguaçu – PR
SUMARIO
1. 1. INTRODUÇÃO..........................................................................................04 2. 2. REVISÃOLITERARIA..............................................................................06 3.1. 2.1. Diálise Peritoneal....................................................................................06 3.2.1. 2.1.1. Conceito..............................................................................................07 3.2.2. 2.1.2. Modalidades de diáliseperitoneal.......................................................072.1.3. Diálise Peritoneal Ambulatorial Diária (DPAD)....................................07 3.2.3. 2.1.4. Diálise Peritoneal Intermitente (DPI)...................................................08 3.2.4. 2.1.5. Diálise Peritoneal Noturna(DPN).........................................................08 3.2.5. 2.1.6. Sinais eSintomas................................................................................08 3.2.6. 2.1.7. Tratamento..........................................................................................08 3.2.7. 2.1.8. Assistência de Enfermagem................................................................09 3.2.8. 2.1.9. Bases da Assistência de Enfermagem na DP.....................................102.10.Cateteres..............................................................................................10 3. 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS......................................................................11 4. 4. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS.........................................................12 | |

1. INTRODUÇÃO
Cabe ao enfermeiro observar e atuar frente a complicações decorrentes de alteraçõesvolêmicas, eletrolíticas e acúmulo de compostos nitrogenados, assim como participar da realização de terapias dialíticas na tentativa de reduzir a morbimortalidade deste grupo de pacientes.
O enfermeiro estabelece com a família uma ligação de extrema importância para o tratamento do paciente, mantendo - a informada acerca das condições do paciente, auxiliando e entender o tratamento e proporcionando osuporte psicológico necessário.
A peritonite é a inflamação do peritônio, podendo desencadear um processo de reações inflamatórias locais e sistêmicas cuja gravidade depende mais de fatores relacionados ao organismo das pessoas. Desde a descoberta da CAPD até os dias atuais, há elevada incidência de peritonites que podem ocasionar a saída do cliente do programa. Assim, este trabalho tem comoobjetivo descrever a prevalência de infecções em clientes submetidos à diálise peritoneal ambulatorial contínua.
Até a poucas décadas, a Insuficiência Renal Crônica (IRC) significava morte. Apesar dos investimentos em pesquisas e de considerável alteração do modo de vida do paciente, foram os variados métodos de diálise que modificaram a história natural desta enfermidade tendo como repercussão amelhora substancial no prognóstico da mesma. Quando a diálise tornou-se disponível, a preocupação era quase que exclusivamente sobre prolongamento da sobrevida, mas atualmente as atenções têm sido centradas também na qualidade desta sobrevida.
Dentre as terapêuticas indicadas para prolongar a sobrevida, a diálise peritoneal (DP) é considerada como um método efetivo para tratar pacientes com IRC,...
tracking img