Dialetologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1531 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha do livro: A dialetologia no Brasil.
Carlota Ferreira
Suzana Alice Cardoso




O objetivo aqui é esclarecer o que é realmente a dialetologia, o quê, e quem já contribuiu com ela, como ela é trabalhada no Brasil. e Deixando claro, que trata-se de uma ciência, e que não se desenvolve tais pesquisas em gabinetes. Primeiramente e elaborado um questionário afim de se estudar a línguade uma determinada população. Trabalho que não é fácil muitas vezes. Escolhe-se aquele que vai fazer tais perguntas (inquiridor), os informantes, que são aqueles que responderão às perguntas, o local, se obviamente o questionário. As autoras falam em um antes, um durante, se um depois. Que correspondem as fases de preparação, execução se de análise. Trabalho que pode ser árduo,mas gratificantequando visto o resultado.
A dialetologia não pôde ser repensada como uma disciplina que identifica, descreve se situa os diferentes usos da língua, sem levar em consideração os conceitos de língua se dialeto. Enquanto a língua é resultado de um processo histórico ( sistema de sinais acústicos-orais ), e abstrata ( concretizada nos atos ). Também não poderia deixar de considerar os fatosextra-linguísticos , nem suas influências sobre a fala.
Sendo a língua histórica, eis três tipos de diferenças internas:
Diferenças diatópicas (de espaço geográfico )
Diferenças diastráticas ( diferentes tipos de estratos sociais )
Diferenças diafásicas ( diz respeito aos diferentes tipos de modalidades expressivas, de estilos distintos, segundo as circunstâncias em que se realizam os atos da fala ).Ainda acrescenta-se a esses subsistemas (resultante de coincidências entre si). Que
são as unidades sinstráticas e as unidades sinfásicas. Podendo haver ocorrência das unidades nos subsistemas, e vice-versa.
Concluindo-se que o fato de morarem na mesma região, e falarem a mesma língua não quer dizer que falarão da mesma maneira. A partir daí, chega-se ao conceito de dialeto, que é um subsistema,que está inserido no sistema abstrato, a língua.
Há também o idioleto, que é a maneira de falar característica de cada indivíduo.
O socioleto, ou dialeto social, que é o uso linguístico próprio de uma classe ou categoria social específica.
O tecnoleto, que trata-se de uma linguagem própria de um domínio profissional.
O bioleto, uso linguístico diferenciado em função de características defases da própria vida ou de atributos biológicos do falante.
E o interleto, comumente utilizado nas situações em que se verifica um processo de crioulização, equivale, em última análise, ao conceito de língua franca.
Mas, revendo o conceito de isoglossa para deixar ainda mais claro o conceito de dialeto, isoglossa é uma linha virtual que marca o limite, também virtual, de formas, e expressõeslinguísticas. Delineando semelhanças ou contrastes em espaços geográficos, assim como semelhanças e contrates linguisticas sócio-culturais ou diferenças de estilo. Podendo ser(lexical) isoléxica, fônica, isófona. Morfológica, isomorfa se sintática. Então, dialeto seria como um feixe de isoglossas,ou ainda, uma família menor dentro de uma família maior. Podendo os dialetos serem sociais e poranalogia, estilísticos.
A dialetologia tem como finalidade o estudo das falas, tratando das variedades regionais,sociais no eixo horizontal e vertical. A língua segundo Garcia Diego em 1923 já era definida não só como um mosaico de dialetos regionais,mas como uma superposição de dialetos sociais. A pesar do esforço da dialetologia quanto ao estudo das falas regionais rurais, isso não quer dizerque, ela sirva apenas para tal estudo, e sim da urbana também, então, pode-se falar em uma dialetologia urbana se rural. Os atlas linguísticos e as monografias regionais são exemplos de trabalhos de dialetologia rural. E o projeto Nurc exemplo da urbana. Mas não se pode negar a “preferência” pelos dialetos regionais rurais. Os recursos interpretativos usados pela dialetologia desde o princípio,...
tracking img