Diabettes meliitus e hipertensao arterial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1051 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Curso: BIOMEDICINA | Disciplina: PATOLOGIA HUMANA II
Aluno(a): VICTOR FERNANDES DE PAULA | Data:30 / setembro / 2011 |
|


MODELO TEÓRICO E/OU EXPERIMENTAL |
Tema | Correlação entre a Hipertensão Arterial Sistêmica e a Diabetes Mellitus tipo 2 em pacientes portadores das duas patologias. |
Título | Hipertensão Arterial no Paciente Diabetico. |
Resumo | A hipertensão arterialsistêmica é definida por níveis pressóricos iguais ou maiores a 140/90 mmHg, tal patologia tem acometido boa parte da população nacional, tal patologia crônica deve ser observada devido as complicações que podem se originar dela, tais como cardiopatias, acidente vascular cerebral e outros problemas vasculares. O diabetes mellitus tipo 2 caracteriza-se por problemas metabólicos relacionados a insulina,encontrando-se valores glicêmicos acima de 120 mg/dL. Estudos recentes têm mostrado uma correlação entre os níveis glicêmicos e de pressão arterial que devem ser levados em consideração em estudos e para o melhor tratamento dos pacientes portadores de ambas as patologias. |
Introdução | A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e a Diabete Mellitus tipo 2 são doenças metabólicas que apresentamgrande prevalência na população brasileira.A Hipertensão Arterial caracteriza-se por níveis pressóricos acima de 140/90 mmHg segundo o Ministério da Saúde¹, normalmente assintomática, a natureza da patologia é multifatorial, entre diversos fatores podemos citar como agravantes a obesidade, a má alimentação, o sedentarismo, alterações metabólicas e fatores genéticos. A hipertensão ocorre com aalteração entre o débito cardíaco e a resistência vascular periférica, “[...] é uma diminuição da regulação vascular na qual os mecanismos que controlam a pressão arterial dentro dos limites normais então alterados. Os mecanismos [...] de controle são o Sistema Nervoso Central (SNC), o Sistema Pressor Renal (Sistema renina-angiotensina-aldoesterona) e o volume de líquido extracelular.”²A hipertensão podeser de dois tipos: A primaria ou essencial, onde os níveis pressóricos estão altos sem nenhuma causa para sua variação; e a secundaria, onde o aumento da pressão arterial está associada a outras patologias como distúrbios endócrinos e problemas renais.O tratamento é feito através de medidas não farmacêuticas (perda de peso, mudança na alimentação) e medidas famacológicas (diuréticos,vasodilatadores e outros)O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) é a forma presente em 90%-95% dos casos e caracteriza-se por defeitos na ação e na secreção da insulina. Em geral ambos os defeitos estão presentes quando a hiperglicemia se manifesta, porém pode haver predomínio de um deles. A maioria dos pacientes com essa forma de DM apresenta sobrepeso ou obesidade, e cetoacidose raramente desenvolve-seespontaneamente, ocorrendo apenas quando associada a outras condições como infecções. O DM2 pode ocorrer em qualquer idade, mas é geralmente diagnosticado após os 40 anos. Os pacientes não são dependentes de insulina exógena para sobrevivência, porém podem necessitar de tratamento com insulina para a obtenção de um controle metabólico adequado.Diferentemente do Diabetes Mellitus tipo1 auto-imune não háindicadores específicos para o Diabetes Mellitus tipo2. A HAS atinge cerca de 20% da população enquanto a Diabetes atinge cerca de 7,6%, a associação das duas patologias ocorre na ordem de 50%, estudos vem demonstrando que a resistência a insulina é um co-fator para o desenvolvimento de HAS, essa resistência pode elevar a PA por diversos mecanismos incluindo a ativação do sistema nervoso simpático eretenção de sódio, apesar de haver varias hipóteses para a síndrome metabólica todas estão associadas a uma hiperatividade simpática. O aumento do risco cardiovascular quando há coexistência de DM e HAS, pode estar relacionado a alterações da estrutura e da função cardiovascular, tais como aumento da massa e anormalidade da função diastólica do ventrículo esquerdo, disfunção endotelial e...
tracking img