Diabetes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (918 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Francinete Monteiro da Silva
e
Valdilene Barroso dos Santos Silva

O QUE É O DIABETES?




O Diabetes Mellitus é uma
disfunção causada pela
deficiência total ou parcial de
produção de insulina,hormônio
produzido pelo pâncreas.

Como consequência a glicose
não é aproveitada pelo nosso
corpo provocando sua elevação
no sangue e ultrapassando as
taxas normais (70 a 110 mg/dl).

COMO O CORPORECEBE GLICOSE
Insulina
Hormônio produzido no pâncreas

• Normalmente

a
insulina provoca a
passagem da
glicose do sangue
para as células.
• As células
utilizam a glicose
na produção de
energia. Diabetes mellitus
Quando não há insulina, ou está em
pequena quantidade, a glicose mantém-se
no sangue e origina a hiperglicemia.


Hiperglicemia
Valores de glicose no sangue superiores ao
normal. Hipoglicemia
Ocorre a diminuição da taxa de glicose
no sangue
Causas: consumo de álcool; jejum
prolongado; esforço físico:

O que fazer:
Se tiver consciente, tome um refrigerante
não diet, ou suco defrutas, ou água com
açúcar, ou coma qualquer carboidrato.
 Avise as pessoas próximas


Sintomas
Glicose em jejum maior ou
igual a 126 mg/dL.

 Pessoa que urina com
frequência.
 Sede excessiva.Dores, dormência e
formigamento.

Sintomas
 Fome excessiva
 Fadiga e perda de peso.

 Pele seca
 visão turva e embaçada.

Diabetes tipo 1
 O pâncreas não produz
insulina.

 Assim, a glicose nãoentra nas células,
permanecendo na
circulação sanguínea em
grandes quantidades.
Apresentam dependência de insulina

Diabetes tipo 2
 O pâncreas produz insulina

(em pouca quantidade ou a
insulinanão é eficaz).
 Está relacionada com a
obesidade.
 É o tipo de diabete mais
frequente (cerca de 90% dos
casos).

Diabetes tipo 2
 Geralmente existe uma
predisposição genética para
esta resistênciaà ação da
insulina.
 A glicose não entra na
célula, permanecendo na
circulação sanguínea.
Não são insulinos-dependentes

Diferenças maiores entre o Tipo 1 e Tipo
2
• Tipo

1

-10 % dos casos
-...
tracking img