Diabetes gestacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4988 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cromoterapia

Introdução
A chamada medicina tradicional complementar vem ganhando imenso espaço atualmente, nos quadro quadrantes do mundo. A opção por técnicas menos invasivas, de custo mais baixo, associadas a mudanças na qualidade de vida, e sobretudo, alicerçadas no reencontro com os recursos da natureza e com a realidade espiritual, esta opção é uma realidade crescente, que indica umanseio disseminado em toda parte, no sentido de encontrar alternativas para certos problemas crônicos enfrentados pelo mundo globalizado. E, sem dúvida, um destes problemas está na deterioração da saúde humana, que possui diversos fatores geradores, e que atinge a todos os indivíduos, sem distinção de qualquer natureza – embora agravados certamente pelas condições sociais, econômicas e culturais dapessoa.
Dentre estas técnicas, situam-se aquelas relacionadas com o tratamento dos chamados corpos sutis do homem, que recebem diversas denominações conforme o jargão adotado pelos estudiosos da matéria. Todas elas têm em comum a abordagem direcionada ao sistema de chakras e nadis, estruturas energéticas respectivamente helicoidais e tubulares, responsáveis pelo fluxo, circulação, renovação eequilíbrio da energia vital no organismo energético do ser humano.
Neste diapasão, merece especial relevo a Cromoterapia, prática que consiste no emprego de luz cromatizada no tratamento de situações-problema psíquicas e biológicas envolvidas em processos de desarmonia energética humana. Embora ela possa desdobrar-se em correntes diversas, a mais importante é aquela na qual esta aplicação luminosa éfeita diretamente nestes centros de força denominado chakras. Cada um deles é responsável pela harmonia energética de determinada função fisiológica, psicológica e parapsicológica, o que justifica a opção pela atuação diretamente nestes vórtices energéticos.
Porém, a eficácia da prática cromoterápica está grandemente condicionada à eficiente verificação do estado energético de cada um dos chakras.Como ainda inexistem máquinas capazes de realizar esta auscultação com grau considerável de precisão, é melhor que esta seja feita diretamente pelo terapeuta. E dentre as técnicas utilizáveis para este fim, as melhores serão aqueles nas quais o próprio campo energético do terapeuta esteja implicado, haja visto os princípios vibratórios da sintonia e da ressonância.
Contudo, a sensibilidadeenergética pode ser erroneamente interpretada pela consciência. Nesta, intervém uma série de fatores relacionados à situação pessoal do terapeuta, tais como preconceitos, conhecimento adequirido, grau de desenvolvimento espritual, entre outros. Para evitar tal risco e tais incovenientes, recomenda-se a opção por recursos de acesso direto ao profundo potencial do inconsciente na auscultação energética,desde que sejam capazes de traduzir fielmente as mensagens deste e minorar a ação do fator consciente.

Histórico e Filosofia das Terapias Holísticas
1.1. Considerações gerais

A medicina científica do século XXI é herdeira de toda uma história de investigações nos mais diversos campos do conhecimento. Suas proezas hoje alcançadas impressionam pela magnitude da eficácia terapêutica bem comopela diversidade de recursos técnicos empregados.
No entanto, a civilização mundial nascente assiste a um espetáculo bastante peculiar no tocante à diferença de resultados verificados na utilização desta avançada ciência, no que se refere aos variados tipos de enfermidades apresentados nas diversas latitudes, classes econômicas, situações culturais e faixas etárias pelo mundo afora. Assim, enquantoela se mostra insuperável no combate a certas moléstias adequadamente enquadradas no vocabulário técnico-profissional, ela se revela ineficiente no trato de certos tipos de doença de fundo social, de complexidade somatopsicológica ou de padrão energético que superem a abordagem estritamente fisico-química da atual farmacologia repressiva, bem como na intervenção cirúrgica invasiva hoje...
tracking img