Dfsd

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1009 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Instituto Superior de Engenharia de Lisboa – DEC



1º Trabalho Prático



GEOLOGIA DE ENGENHARIA





Trabalho realizado por:




















Índice




Índice…………………………….2

Introdução……………………….3

Enunciado do trabalho prático 1...4

Alínea 1) ………………………...5

Anexo (mapa) …………………...6

Alínea 2)………………………...7

Alínea 3) (1º método) ………….. 8

Alínea 3) (2º método) ………….. 9

Alínea 4) ……………………......10

Conclusão……………………….11

Bibliografia……………………...12

























Introdução




Uma carta geológica denota-se como uma representação bidimensional, em que qualquer ponto do espaço é projectado verticalmente sobre um planohorizontal de referência, ficando representado pela sua projecção vertical e pela sua cota.

As cartas geológicas fornecem importantes indicações sobre a estrutura geológica do subsolo. Por esta razão, tornam-se num documento fundamental em muitas das actividades da nossa sociedade.

Para perceber estas indicações, é necessário efectuar uma boa interpretação da carta, para tal,baseamo-nos: no principio da sobreposição dos estratos, na análise da relação, limites geológicos–topografia e na forma do contorno das manchas representativas das formações.

Para auxílio da interpretação, é essencial o conhecimento da direcção e inclinação das camadas e xistosidades, sendo indispensável ter como legenda uma rosa-dos-ventos.

Para uma melhor percepção do que é vistonuma carta geológica, torna-se necessário compreender as informações que esta transmite, destacando os pontos cotados, curvas de nível e linhas de água, aos quais constituem elementos representativos de qualquer carta topográfica.




Para fazer este trabalho usei o método das horizontais, do qual se baseia a construção das cartas geológicas, permitindo determinar os contornos geológicosdas camadas e das falhas, e calcular as características geométricas destas.








ENUNCIADO DO TRABALHO PRATICO 1


ISEL
Geologia de Engenharia
TRABALHO PRÁTICO 1

Na figura estão representados pontos de afloramento do tecto e do muro de uma camada de Xisto Luzente.
Neste local, pretende-se identificar o contacto com uma camada de mármore que se sobrepõe ao xisto. Sabe-se que oxisto assenta sobre quartzitos.
Utilizando o método das horizontais:
1. Trace os contornos geológicos do tecto e do muro da formação xistosa, cuja direcção é N40˚E, admitindo que as camadas são competentes, com direcções e inclinações constantes. Identifique esses contornos na legenda.

2. Determine a inclinação real da camada pelos processos analítico e gráfico e indique a sua atitude.

3.Calcule a sua possança utilizando os dois métodos que estudou.

4. Determine a inclinação aparente da camada segundo a direcção NS, utilizando os métodos analítico e gráfico.

Outubro de 2012
















1) Dão-nos dois pontos do tecto e um do muro, e dizem que a direcção é N40ºE, vou então a rosa-dos-ventos traçar uma recta com 40º de abertura para este emrelação a rosa-dos-ventos.









Pelo método das horizontais, traço duas paralelas a essa recta, cada uma a passar em cada um dos pontos conhecidos do tecto, tendo então duas rectas horizontais que passam na cota desses pontos. Como ponto1=110m de cota, e o ponto2=70m de cota, traça-se uma recta perpendicular, nessas rectas horizontais, o nosso ε=10m , e queremos descobrir o λ .Para isso dividimos a recta perpendicular em x partes, onde







Medimos então a distancia entre as duas rectas horizontais que já temos (4cm), e dividimos por 4 obtendo assim λ= 1cm, tiramos agora paralelas pelo resto da carta com esse afastamento.

Através do método das horizontais, determinamos os pontos de intersecção entre as curvas de nível e as...
tracking img