Dffdddddf

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (286 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Uma boa parte do trabalho docente é de cunho afetivo, emocional. Baseia-se em emoções, em afetos, na capacidade não somente de pensar nos alunos, mas igualmente de perceber e sentirsuas emoções, seus temores, suas alegrias, seus próprios bloqueios afetivos. (Tardif 2002)

O professor deve ter o papel de facilitador, no processo de ensino e aprendizagem doaluno, para isso deve existir um bom relacionamento entre ambos.
A sala de aula é um local adequado para esse relacionamento embora não seja o único, pois a escola em si é um local aondealunos também trocam experiências com outros alunos, funcionários enriquecendo assim ainda mais seu aprendizado.
Os estudantes não trazem para a escola apenas a vontade de aprender,trazem experiências de vida, e o professor não deve deixar de lado, pois o aluno nesse ambiente interage com sua integridade.
Desta maneira, o aprender se torna mais interessantequando o aluno se sente competente pelas atitudes e métodos de motivação em sala de aula.
O professor não deve preocupar-se somente com o conhecimento através da absorção deinformações, mas também pelo processo de construção da cidadania do aluno. O papel do professor consiste em agir com intermediário entre os conteúdos da aprendizagem e a atividade construtivapara assimilação. A relação entre professor e aluno depende, fundamentalmente, do clima estabelecido pelo professor, da relação empática com seus alunos, de sua capacidade de ouvir,refletir e discutir o nível de compreensão dos alunos a relação
Assim podemos entender que o trabalho educativo do professor não pode conter de forma alguma rancor mau humor,desrespeito, ofensa, cinismo, autoritarismo que humilha e envergonha.
Enfim, o professor deve ensinar a condição humana, individual e coletiva.
Referencias:http://www.artigonal.com
tracking img