Dfd- diagrama de fluxo de dados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4450 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
DFD
Diagrama de Fluxo de Dados













Prof. Rafael Rodrigues de Souza




DIAGRAMA DE FLUXO DE DADOS
(por Edward Yourdon)

O diagrama de fluxo de dados é uma ferramenta de modelagem que nos permite imaginar um sistema como uma rede de processos funcionais, interligados por "dutos" e "tanques de armazenamento" de dados. Na literatura do processamento de dados, eem suas conversas com outros analistas de sistemas e usuários, você pode usar qualquer um dos termos abaixo como sinônimo de diagrama de fluxo de dados:

Diagrama de bolhas
DFD (abreviatura)
Modelo de processo
Diagrama de fluxo de trabalho
Modelo funcional
"uma representação do que está acontecendo por aqui"

O diagrama de fluxo de dados é uma dasmais utilizadas ferramentas de modelagem de sistemas, principalmente para sistemas operativos nos quais as funções do sistema sejam de fundamental importância.

1. OS COMPONENTES DE UM DFD

A figura 1 mostra um DFD típico de um pequeno sistema. Antes de analisarmos seus componentes em detalhe, observe que:























Figura 1 – Um DFD típico


Elenão precisa de explicações; basta olharmos para ele para compreendê-lo. Isso é especialmente importante quando lembramos quem supostamente examinará a figura - não o analista de sistemas, mas o usuário.

O diagrama acomoda-se facilmente em uma página.


1.1. O Processo

O primeiro componente de um DFD é conhecido como processo. Os sinônimos mais conhecidos são bolha, função etransformação. O processo mostra uma parte do sistema, a que transforma entradas em saídas - isto é, mostra como uma ou mais entradas são convertidas em saídas. O processo é representado graficamente por um círculo, como se vê na figura 2(a). Alguns analistas de sistemas preferem usar um oval, ou um retângulo de vértices curvos, como mostrado na figura 2(b); outros preferem ainda um retângulo, comona figura 2(c). As diferenças entre esses três formatos são puramente cosméticas, embora seja obviamente importante utilizar o mesmo formato de maneira consistente para representar todas as funções do sistema.
O processo é denominado ou descrito em uma sentença simples. O nome do processo descreverá o que o processo faz e é composto por uma frase constituída de um verbo e de um objeto, comoVALIDAR ENTRADA ou CALCULAR VALOR DO IMPOSTO.








1.2. O Fluxo

Um fluxo é graficamente representado por uma seta que entra ou sai de um processo; a figura 3 representa um exemplo de fluxo. O fluxo é utilizado para mostrar o movimento de fragmentos ou de pacotes de informações de um ponto a outro do sistema. Desse modo, o fluxo representa dados em movimento, enquanto os depósitosrepresentam dados em repouso.







Figura 3 – Um exemplo de fluxo

O nome do fluxo representa o significado do pacote que se move pelo fluxo.
O fluxo também mostra direção: uma seta em uma das extremidades do fluxo (ou em ambas) indica se os dados entram ou saem do processo (ou as duas coisas).

1.3. O Depósito

O depósito é utilizado para se modelar uma coleção de pacotes dedados em repouso. A representação para um depósito são duas linhas paralelas, como na figura 4(a); uma notação alternativa é mostrada na figura 4(b); outra representação é mostrada na figura 4(c). Normalmente o nome escolhido para identificar o depósito é o plural do nome dos pacotes transportados pelos fluxos para dentro e para fora do depósito.
Os depósitos são interligados aos processos porfluxos. Dessa maneira, o contexto em que um depósito se apresenta em um DFD é um (ou ambos) dos seguintes:
• Um fluxo de um depósito
• Um fluxo para um depósito
Um fluxo que parte de um depósito é normalmente interpretado como uma leitura ou um acesso feito às informações desse depósito. Um fluxo para um depósito é muitas vezes descrito como uma escrita, uma atualização ou...
tracking img