Determinação da densidade de sólidos e líquidos

1 - Capacidade máxima de medida e erro absoluto de instrumentos:
Foram utilizados: (1) proveta, (1) bureta, (1) pipeta graduada e (1) pipeta volumétrica.Estes mesmos materiais foram analisados paraverificar o valor máximo
que pode ser medido com os respectivos instrumentos,e o erro absoluto de cada um.Em seguida foram inseridos estes dados, juntamente com a notação cientifica deles em umatabela.

2 -Verificação de propagação de erros:
Foram utilizados: (1) proveta de 10ml, (1) bureta de 25 ml, (1) pipeta graduada de 2ml e (1) pipeta graduada de 2ml e (1) béquer 50ml.
Foi adicionadaágua no béquer e em seguida retirado 2ml com a pipeta volumétrica, 2ml com a pipeta graduada e 4ml com a bureta; este volume foi transferido para a proveta e anotado o valor real que cada materialalcançou.

3 - Determinação da densidade de sólidos e líquidos:
Foram utilizados: (1) picnômetro de 25,0ml; (1) pipeta graduada; (1) proveta de 10,0ml; (1) béquer de 50,0ml; água destilada; balançaanalítica; pregos (de ferros ou de aço); termômetro; tiras de papel higiênico; placa de Petri.
I -O picnômetro foi pesado vazio e anotado seu peso.Em seguida foi medida a temperatura da água em um béquer;a mesma foi transferida para o picnômetro e ele foi pesado novamente.A diferença de peso resultou na massa da água.Como a densidade da água em cada temperatura foi dada,mediu-se então o volume dopicnômetro através da fórmula D = M/V (D=densidade; M=Massa; V=volume).
II - A água foi retirada do picnômetro, e foi adicionado álcool.O recipiente foi pesado e a diferença de peso (o peso do picnômetrovazio – o picnômetro com álcool) resultou na massa do álcool.como já havia sido encontrado o volume do picnômetro,encontrou-se a densidade do álcool.(através da fórmula D=M/V)
III – Pregos foramcolocados em uma placa de Petri para serem pesados até que se aproximassem de 5,000g.Com o auxilio de uma pipeta graduada, adicionou-se 5 ml de água na proveta.Em seguida os pregos foram inseridos...