Detector de metais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2723 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS
INSTITUTO DE FÍSICA “GLEB WATAGHIN”
F-609 A – Tópicos de Ensino de Física I
Relatório Final:
Detector de Metais
ALUNO: Egont Alexandre Schenkel
RA:023620
ORIENTADOR: Prof. Dr. Fernando Iikawa
COORDENADOR: Prof. Dr. José Joaquin Lunazzi
2o. semestre de 2009
Campinas-SP – Brasil
________________________________________
Page 2
1) Resultados atingidosTodas as etapas foram concluídas com êxito. Com relação a primeira parte do projeto, foi
construído um detector de metais portátil e funcional, com dimensões comparáveis a um detector
utilizado em portas de estádios de futebol e boates, com a intensão de localizar armas brancas ou de
fogo. Esse dispositivo acusou a presença de diversos metais.
Já com relação a segunda parte, não foi possíveldemonstrar o efeito de batimento de
frequências utilizado na detecção de metais usando uma calculadora e um rádio AM, como
apresentados nos vídeos http://www.youtube.com/watch?v=-XhLPzq-jp4 (ANEXO II) e
http://www.youtube.com/watch?v=nyXQbcEnUzE, (ANEXO III) ambos comentados na sessão 4.
2) Fotos da experiência no estágio em que se encontra
Segue abaixo as fotos do experimento, onde odispositivo de detecção de metais já está
finalizado e funcionando corretamente.
Figura 1: Detector de metais finalizado.
Figura 2: Aspecto interno do detector de metais
Figura 3: Rádio e calculadora utilizados na
segunda etapa do experimento. Esse conjunto não
apresentou as propriedades desejadas.
________________________________________
Page 3
3) Dificuldades encontradas
Com relação a primeiraparte do projeto, a maior dificuldade, sem dúvida é no
dimensionamento das bobinas. As referências que esse projeto foi inspirado utilizam métodos que
talvez sejam válidos com um determinado tipo de fio, um determinado suporte, etc. Porém, esse
projeto tem algumas peculiaridades que serão descritas mais adiante (sessão “4: Descrição do
trabalho”), que inviabilizam a utilização desses métodos.Porém, esse problema foi resolvido após
um estudo mais cuidadoso do circuito e realizando uma medida direta das indutâncias das bobinas,
que também será descrito mais adiante.
Uma segunda dificuldade foi com relação a montagem definitiva. Acabei optando por uma
forma mais compacta, sobretudo para facilitar a demonstração no dia da apresentação. Porém isso
causou algumas dificuldades nomomento da montagem, por exemplo, qual seria o suporte para
placa? Como seriam feitas as acomodações de todos os componentes? Esses problemas foram
resolvidos utilizando uma caixa plástica de fita VHS (Figuras 1 e 2), onde foi possível tornar a
montagem compacta e funcional.
Em relação a segunda parte do projeto, a grande dificuldade é encontrar os materiais, no
caso os rádios AM e as calculadorasdas mesmas marcas e modelos que aparecem nos vídeos. Dessa
forma, é inviável reproduzir o experimento com as mesmas características, de modo que foi
necessário utilizar outros materiais, não da mesma marca, mas similares. Dessa forma, não é
possível nem dizer que os vídeos na internet são verdadeiros ou que são apenas montagens, mas que
com os materiais utilizados, nas condições apresentadaspelos vídeos, não funcionou.
4) Pesquisa realizada, palavras-chave que foram usadas,
nome das referências obtidas e descrição das mesmas.
A – Pesquisas na internet
A pesquisa via internet se deu basicamente procurando as palavras-chave “detector de
metais”, “metal detector”, “metal detector DIY”, “BFO metal detector” na ágina de busca Google
(http://www.google.com.br). Também foi utilizado o“website” de exibição de vídeos Youtube
(http://www.youtube.com), onde foram realizadas busca pela palavra-chave “metal detector”.
Dessa busca, foram encontradas as referências utilizadas no trabalho, abaixo descritas.
Segue em ANEXO I parte do conteúdo desses “websites”, enquanto que o ANEXO II e ANEXO III
contém uma cópia dos vídeos, em formato FLV.
I) Como tudo funciona: Como funciona os...
tracking img