Desilgualdade social no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1213 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ
CARMEN NELCI KEMPER

DIRCE ESMA GUADACHESKI

ELIETE NEISS DA COSTA

LEOCADIA PAVLAK

SERLY DOS SANTOS

SOCIOLOGIA: “DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL”

CATANDUVAS
2010
INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ

SOCIOLOGIA: “DESIGUALDADE SOCIAL NO BRASIL”

Atividade Supervisionada apresentada as Professoras: Marcia Bitencourt e Maria Helena V. Bezerra, na disciplinade Sociologia, no Curso de Técnico em Secretariado à Distância do |Instituto Federal do Paraná. |

INTRODUÇÃO

A presente atividade supervisionada trás uma analise dos conteúdos abordados com foco principal na “Desigualdade Social no Brasil”. No Brasil o crescente estado de miséria, as disparidades sociais, a extrema concentração de renda, os saláriosbaixos, o desemprego, a fome que atinge milhões de brasileiros, a marginalidade, a violência, etc, são expressões do grau a que chegaram as desigualdades sociais no País. Esta atividade nos ajudou a entender melhor como anda nossa sociedade, e assim nos sensibilizar com a situação e quem sabe buscarmos alguma alternativa para que isso mude.

Desigualdade social no Brasil

A desigualdade social ea pobreza são problemas sociais que afetam a maioria dos países na atualidade. A pobreza existe em todos os países, pobres ou ricos, mas a desigualdade social é um fenômeno que ocorre principalmente em países não desenvolvidos.

O relatório da ONU aponta o Brasil como o terceiro pior índice de desigualdade no mundo. Aqui temos uma das piores distribuições de renda do planeta. A ONU aponta comoprincipais causas da disparidade social a falta de acesso à educação, a política fiscal injusta, os baixos salários e a dificuldade de dispor de serviços básicos, como saúde, saneamento e transporte.

Desde os primórdios do processo de desenvolvimento brasileiro, o crescimento econômico tem gerado condições extremas de desigualdades sociais. Essa disparidade econômica se reflete especialmentesobre a qualidade de vida da população.

O conceito de desigualdade social é um guarda-chuva que compreende diversos tipos de desigualdades, desde desigualdade de oportunidade, resultado, até desigualdade de escolaridade, de renda, de gênero. No Brasil, a desigualdade social tem sido um cartão de visita para o mundo, pois é um dos países mais desiguais.

Todavia, a desigualdade social noBrasil tem sido percebida nas últimas décadas, não como herança pré-moderna, mas sim como decorrência do efetivo processo de modernização que tomou o país.

Junto com o próprio desenvolvimento econômico, cresceu também a miséria.

A sociedade brasileira deve perceber que sem um efetivo Estado democrático, não tem como combater ou mesmo reduzir significativamente a desigualdade social noBrasil.

Cabe também ressaltar o papel primordial que a educação ocupa nessa sociedade moderna, onde o conhecimento torna-se fundamental para compreender o bombardeio de informações recebidas pelos indivíduos.
Todas as pesquisas comprovam que os mais pobres, ao obterem um pouco mais de renda, investem em qualidade de vida, como saúde, educação e moradia.

Em nosso pais temos um grandedesafio a desigualdade que esta presente em todos os setores da sociedade. Vivemos tão acostumados a pobreza, falta de emprego, de oportunidade, de educação com  qualidade, que muitas vezes não nos damos conta de nossas leis que garantem  todos esses bens a população.

O Brasil não é um país pobre, mas um país extremamente injusto e desigual. A desigualdade encontra-se na origem da pobreza e paracombatê-la torna-se um desafio de combinar democracia com eficiência econômica e justiça social.

A renda média brasileira é seis vezes maior que o valor definido como linha de indigência. Ou seja, se a renda brasileira fosse igualmente distribuída, estaria garantido a cada pessoa seis vezes aquilo de que necessita para se alimentar.
As crianças vêm de famílias em que os pais apresentam...
tracking img