desigualdade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1540 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
DESIGUALDADES SOCIAIS NO
BRASIL
ANÁLISE HISTÓRICO-SOCIOLÓGICA

CONSTITUIÇÃO DA SOCIEDADE
BRASILEIRA
No período Colonial, a
sociedade brasileira se
construiu pela
“diferenciação” de
forças entre os grupos
básicos que a
compunham.
Os europeus: se
tornaram o grupo
político e econômico
dominante;


Nativos e Africanos:
foram aos poucos
subjugados, tornandose o grupo social commenor participação na
distribuição da riqueza
produzida


Constituição da sociedade brasileira
A escravidão, tanto indígena quando negra, deu forma à sociedade
brasileira.
Foi historicamente fundamentada na divisão entre livres e não livres,
que as possibilidades de enriquecimento (economia) e exercício de
cidadania (política) se organizou no Brasil. Daí porque possa se dizer
quedurante três séculos a escravidão criou as desigualdades sociais
no Brasil.

Constituição da sociedade brasileira:
pós-abolição (séc. XX)
São características desse momento da formação nacional:
• Movimento imigrantista – chegada maciça de
imigrantes, vindos de várias partes do mundo
• Industrialização – iniciou-se timidamente no começo
do século XX vindo a se firmar somente depois daprimeira guerra mundial
• Urbanização – crescimento das cidades através do
êxodo rural na busca de trabalho e melhoramento de
vida
Esse novo cenário também criou elementos de
diferenciação social

INDUSTRIALIZAÇÃO
INDÚSTRIA PAULISTA DO COMEÇO DO SÉC.
XX
O processo de
industrialização no
Brasil, criou novas
formas de
desigualdades
sociais entre
aqueles que
detinham as
máquinas, ariqueza e poder e
aqueles que
somente possuíam
a força de trabalho.

INDUSTRIALIZAÇÃO
LINHA DE MONTAGEM DA FORD. 1920

INDUSTRIALIZAÇÃO
EM 25 DE JANEIRO DE 1925 FOI INAUGURADA A GENERAL
MOTORS DO BRASIL. NA FOTO DEMONSTRAÇÃO DE
POTÊNCIA E SEGURANÇA DE SEUS CAMINHÕES.

INDUSTRIALIZAÇÃO
INDÚSTRIAS CISPER, DÉCADA
MANUTENÇÃO DAS MÁQUINAS

UNIDOS

1920. SETOR DE
IMPORTADAS DOSESTADOS
DE

IMIGRAÇÃO
DESEMBARQUE

DE IMIGRANTES NO

Os imigrantes não
eram somente “força
bruta de trabalho”.
Eles também
trouxeram
expectativas, sonhos,
costumes, culturas e
práticas sociais.

PORTO DE SANTOS. (1907)

IMIGRAÇÃO
A
imigração
acirrou ainda mais
as lutas por postos
de trabalho. Não é
à toa que a grande
quantidade
de
trabalhadores
disponíveis tenhafundamentado
a
oferta de baixos
salários, condições
precárias
de
trabalho, etc

IMIGRAÇÃO
Os trabalhos
portuários, por
exemplo,
tradicionalmente
exercidos por
libertos, foi objeto
de intensas lutas
entre os chamados
“nacionais” e os
imigrantes.

IMIGRAÇÃO
FAMÍLIA DE IMIGRANTES

UCRANIANOS

IMIGRAÇÃO
IMIGRANTES A BORDO,

OBSERVANDO A CIDADE, MOMENTOS

SANTOS, SP, S/DACERVO MUSEU DA IMIGRAÇÃO - SP
ANTES DE DESEMBARCAR EM

IMIGRAÇÃO
FAMÍLIA DE IMIGRANTES

LIBANESES EM

1920

IMIGRAÇÃO
IMIGRANTES ALEMÃES NO BRASIL

URBANIZAÇÃO

O processo de urbanização, consolidou as novas relações sociais e de
trabalho do modo capitalista. Privilegiando o poder político junto com o
econômico, foi na cidade que se manifestou as maiores desigualdades
sociais queobservamos na nosso meio

URBANIZAÇÃO

Habitações em situação de risco

URBANIZAÇÃO
RÁDIO IMPERADOR, SITUADA NA PRAÇA DO SÃO JOÃO, E CUJA A
COLUNA AINDA LÁ PERMANECE NOS DIAS ATUAIS

Vista parcial de Sobral, tomada do alto da Igreja do Patrocínio
(1950)

As cidades se construíram historicamente através de diferentes
ritmos de urbanização

Constituição da sociedade brasileira:consequências dessa história na nossa sociedade
À medida que a sociedade brasileira se industrializou e se urbanizou, novos
atores sociais passaram a compor o teatro do cotidiano no Brasil
Trabalhadores migrantes nordestinos / nortistas
Operários das mais diversas categorias profissionais
Trabalhadores campesinos sem terra ou em condições de dependência
Profissionais liberais (advogados,...
tracking img