Desigualdade social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1918 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

POLO: MACAPÁ/AP
CURSO: SERVIÇO SOCIAL
DISCIPLINA: PSICOLOGIA SOCIAL II

TURMA: Nº 30
PROFESSOR TUTOR PRESENCIAL: SIRLEI FRANCO

ACADÊMICAS:
GRACY ANDRADE RA 303287
LILIAN PRISCILA RA 300154
KESIA RA 292994
WANDERLÉA LOBATO RA 345044


Macapá, 24 de marçode 2012.

INTRODUÇÃO

A desigualdade social e, consequentemente, a invisibilidade social, são temas centrais na constituição da identidade do povo brasileiro, e serão analisados a partir de relatos de pessoas que sofreram, ou ainda sofrem com esse fenômeno. Vamos compreender o sofrimento psíquico enfrentado pelas pessoas socialmente excluídas, sobretudo trabalhadores quedesenvolvem trabalhos considerado desqualificado, socialmente rebaixado. O fato que as identifica nessa minoria agredida é uma constante humilhação, acarretando diversos problemas psicológicos, o fenômeno é determinado principalmente pelas influências socioeconômicas advindas do sistema capitalista.














DESENVOLVIMENTO
A invisibilidade social éum fenômeno decorrente da contemporaneidade, mas especificamente do século XX. O termo invisibilidade social é um conceito que foi criado para designar as pessoas que ficam invisíveis socialmente, seja por preconceito ou indiferença. Em cada caso há um tipo específico de invisibilidade social, que sempre ocorre em um contexto onde haja relações hierarquizadas, mesmo que irrefletido, e atingindoexclusivamente aqueles que estão à margem da sociedade. A humilhação social é fenômeno político e psicológico em razão das pessoas com menos recursos financeiros serem as que mais sofrem este tipo de preconceito, pois ocupam os piores empregos que são menos remunerados, devido essas desigualdades sociais muitas pessoas são maltratadas, humilhadas, são privadas de seus direitos como cidadão. Mas étambém de dentro que, no humilhado, a humilhação vem agredir. A humilhação assume internamente, como um impulso angustiante, o corpo, o gesto, a imaginação e a voz do humilhado, não se retendo apenas ao econômico, mas muitas vezes abrangendo-se nas ligações culturais, sociais e estéticas. A humilhação social é, sem dúvida, um fenômeno histórico. A humilhação crônica, longamente sofrida pelospobres e seus ancestrais, é efeito da desigualdade política, indica a exclusão recorrente de uma classe inteira de homens para fora do direito à casa, direito ao trabalho e direito à cidade. E se manifesta de várias maneiras pode ser através de lagrimas ou do emudecimento, no qual eles fazem protestos confusos, a ação violenta e até o crime, ceifando a vida de pessoas inocentes. Os maus tratos que ospobres sofrem frequentemente, psicologicamente, sofrem continuamente, muitas vezes para a vida toda, pois a mensagem de humilhação passa a ser esperada pelas pessoas. Esta é uma realidade para os pobres, tornando-se pessoas invisíveis com sentimentos de não possuírem direitos, parecem desprezíveis, como pessoas que ninguém vê e nem faz questão de vê. Existe a invisibilidade pública; fenômenocondicionado a divisão social do trabalho. Um exemplo disso seria a identificação de um gari, simplesmente, por sua função e uniforme, seu nome é ignorado, sua personalidade individual, tornando-o um mero ser socialmente invisível. Podemos observar os impactos da Invisibilidade Social na sociedade contemporânea, através do relato do psicólogo Fernando Braga da Costa, em Homens Invisíveis: relatos deuma humilhação social, a invisibilidade pública vivida por trabalhadores braçais. Ele escolheu os garis, que todos os dias varrem as calçadas e ruas e esvaziam as lixeiras do campus da maior universidade brasileira. Desde então, há 10 anos, o aluno, hoje psicólogo clínico e doutorando pela mesma universidade, se veste semanalmente de gari para ouvir os relatos de seus companheiros e sentir na pele...
tracking img