Desigualdade social projeto de pesqui

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4939 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
"

EXTENSIO - Revista Eletrônica de Extensão Número 3, ano 2005

UM MUNDO SEM VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER É POSSÍVEL Eva Teresinha dos Santos
Acadêmica do Curso de Serviço Social da UFSC

Teresa Kleba Lisboa, Dra.
Professora do Depto. de Serviço Social da UFSC (Coordenadora) tkleba@matrix.com

Resumo O projeto de extensão “Um novo olhar sobre a violência contra a mulher”, tem comoobjetivo conhecer as principais causas da violência contra a mulher na grande Florianópolis; A extensão se desenvolveu a partir da participação junto ao Fórum de Mulheres 8 de Março, da observação participante junto a 6ª DP e no CEVIC, e a pesquisa e entrevistas com mulheres vítimas de violência. Como resultado, busca dar visibilidade pública a questão da violência contra a mulher, através de um vídeo –documentário. Palavras-chave: gênero, violência contra a mulher, políticas públicas.

Introdução O presente relatório é resultado de uma experiência desenvolvida no tempo em que atuei como bolsista de extensão junto Núcleo de Estudos e Pesquisa em Serviço Social e Relações de Gênero - NUSSERGE, do Departamento de Serviço Social, da Universidade Federal de Santa Catarina. Apresenta um debatesobre a importância da elaboração, execução e implementação de políticas públicas destinadas à mulheres excluídas dos direitos mínimos, ou seja: mulheres desempregadas e em situação de extrema pobreza, mulheres chefes de família e mulheres que sofrem violência. No decorrer do processo da extensão universitária, ficou constatado que o mesmo é de fundamental importância tanto para a formação acadêmicacomo para os movimentos e instituições da sociedade civil. A extensão universitária articulada ao ensino e a pesquisa abre caminhos de diálogo entre a Universidade e a Sociedade. Neste sentido, a extensão leva para as diferentes organizações e comunidades o conhecimento produzido dentro da academia e num

"

3

"

EXTENSIO - Revista Eletrônica de Extensão Número 3, ano 2005

processodialético absorve um conjunto de informações que possibilitam aprofundar, rever e gerar novos conhecimentos. As formas de participação na extensão universitária envolvem desde a participação em atos públicos, palestras, cursos e eventos diversos, até intervenções mais diretas, como a formulação e execução de programas e projetos que atendam as necessidades percebidas. No que se refere a questão daviolência contra a mulher, a Universidade possui um papel importante no desvelamento das principais causas da violência contra a mulher, na formulação de políticas públicas e programas direcionados para o atendimento à mulheres vítimas de violência e na desconstrução dos mitos que perpassam a questão da violência, bem como dar visibilidade pública e colaborar para que as vítimas se expressem sobreesta questão. Dados disponíveis sobre a violência contra a mulher em Florianópolis, demonstram que a violência contra as mulheres tem aumentado assustadoramente, tornando-se agenda obrigatória das instituições governamentais e não governamentais. Conforme os boletins de ocorrência realizados na 6ª DP - Delegacia da Mulher da Capital, de janeiro a junho de 2004, foram registradas mais de 1.600ocorrências. O número de ocorrências registrados neste período vem demonstrar que a violência contra a mulher tem sido causa de inúmeros problemas de ordem social. Constata-se que as violências sofridas por mulheres continuam encobertas no espaço privado e “invisível” do lar. O domicílio mostra-se o locus privilegiado do exercício da violência contra a mulher como forma de controle social e dereafirmação do poder masculino. Conforme Saffioti (1994), as características da violência doméstica são bastante específicas. Trata-se de agressão física, psíquica ou sexual praticada no chamado espaço privado, no qual, em nome da preservação da privacidade, os representantes do Estado não interferem. Embora o § 8º do art. 226 da Constituição Federal, de 1988, obrigue o Estado a criar mecanismos para...
tracking img