Desigualdade de genero em africa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 39 (9699 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Desde 1999, África tem registado um desempenho económico bastante impressionante, contudo, estas melhorias no desempenho económico não têm demonstrado ainda um impacto significativo na redução da pobreza e realização dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).
Dos oitos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, as Nações Unidas elegeram o 3º ODM, promover a igualdade degénero e dar poder às mulheres, como vital para o cumprimento dos restantes sete objectivos, contudo esta depende também da concretização dos outros.
A discriminação do género rima com pobreza, desemprego, migrações, violência, aborto inseguro, inadequados cuidados de saúde, violação dos direitos humanos, e inexistência de paridade e participação política.
A realização plena desses objectivos teráconsequências tão importantes como: melhorias na área da saúde, a expansão da educação, a redução da mortalidade infantil, a erradicação da pobreza extrema e da fome, o mais amplo acesso a água potável, o combate á doença, a criação de emprego, e a definição de medidas de política económica com sustentabilidade ambiental.
Embora tenham sido registados progressos notáveis no que concerne ao alcancedos ODM em matéria de educação e paridade do género a nível do ensino primário, o progresso no sector da saúde tem sido lento; as disparidades do género no ensino secundário e terciário, e em termos salariais no sector não-agrícola ainda não foram eliminadas; e o progresso com respeito à melhoria dos serviços de abastecimento de água e saneamento tem sido lento e caracterizado por uma grandedicotomia entre a zona rural e urbana. As persistentes desigualdades do género têm sido avançadas como uma das razões do lento progresso registado no alcance das metas dos ODM em África.

A sociedade, a cultura e os valores tradicionais que estruturam as desigualdades de género

A teoria de habitus de Pierre Bourdieu (1989).
Esta teoria sublinha que os indivíduos incorporam ou interiorizam umsistema de disposições, no processo de socialização, que orienta as suas práticas, as suas escolhas e as suas acções. Isto significa que os homens, em virtude da socialização, têm tendência para serem dominadores e agressivos enquanto as mulheres procuram ser obedientes e passivas, não pela sua natureza, mas porque foram ensinadas a se comportarem desta forma.
A sociedade, muitas vezes, considera oshomens que conseguem manter a obediência das esposas como verdadeiros homens e as mulheres obedientes como esposas ideais. A luta pela igualdade de género é, acima de tudo, o processo de inversão dessa tendência normalizada e naturalizada, isto é, o desafio de todos os valores tradicionais que estruturam as desigualdades de género, naturalizando-as.
Há uma persistente culpabilização da mulherperante doenças/desgraças que afligem a sociedade, mesmo se os argumentos e as justificações diferem ligeiramente de local para local. Assim, a par de um papel secundário, também simbolicamente os aspectos negativos são sempre relacionados com as mulheres.
S. Ortner (2006) diz que as mulheres são associadas à natureza onde são tidas como perigosas e imprevisíveis, algo que não pode ser controlado.Na visão dos homens, ao facto da mulher tirar leite, menstruar, o que é considerado como a prova inequívoca da sua "animalidade". Pelo contrário, o homem é associado à cultura, a algo sujeito ao controlo, à racionalidade, ao previsível. Enquanto a mulher é vista do lado da natureza, da irracionalidade, da imprevisibilidade.
O corpo feminino é usado para justificar as desigualdades sociais, onde afeminilidade é associada ao corpo, e onde o seu campo de acção acaba por ser a reprodução; a masculinidade é associada à mente, tendo os homens como campo de acção, o conhecimento e o saber. Nesta ordem de ideias, na sua obra "A Dominação Masculina", Bourdieu (1999) faz uma análise sobre o controle do corpo e de como este controle se manifesta nas desigualdades de poder e de género, referindo...
tracking img