Desflorestamento urbano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1237 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE DO DESMATAMENTO DO BAIRRO ARMANDO MENDES – MANAUS/AM
NO ANO DE 1992 E 2010
Anderson Vieira Ferreira
Carmem Rocha dos Santos
Universidade Federal do Amazonas – UFAM
Av. Gen. Rodrigo Octávio Jordão Ramos, 3000, 69077-000 - Manaus - AM, Brasil
avf_vieira@hotmail.com; carmemdos_@hotmail.com

RESUMO.
Este artigo teve como enfoque primordial analisar o desmatamento do Bairro ArmandoMendes Zona Leste de Manaus,
consequência da expansão urbana no período de 1992 e 2010, através das técnicas do Sistema de Informação
Geográfica (SIG) e de processamento digital de imagens os aspectos do uso e ocupação da terra. Utilizando as técnicas
de interpretação de imagens, os dados foram integrados e trabalhados por meio do uso do software ArcGis 9.2. No
bairro estudado foi erguido umconjunto residencial para abrigar moradores de outras regiões da cidade, principalmente
aqueles das margens dos igarapés, e de habitantes dos municípios do interior. No mesmo instante em que se construíam
as primeiras casas, o entorno do novo conjunto foi invadido, ocasionando um dos episódios mais marcantes da
urbanização desordenada da Zona Leste de Manaus. Os bairros das Zonas Oeste, Leste eNorte surgiram a partir do
desmatamento e ocupação indevida de áreas com deficiência em infraestrutura básica, como margens dos igarapés,
barrancos e antigos depósitos de lixo.

Palavra-chave: Manaus, desmatamento, sensoriamento remoto, ocupação.

1. INTRODUÇÃO

Durante os séculos XIX e XX, a região Amazônica passou por períodos de grande auge e
momentos de decadência econômica,principalmente após terminar, os que são considerados os três
principais ciclos produtivos na região: “a exploração das drogas do sertão; o período da borracha; e ,
os Grandes Projetos”. A partir de 1960, o governo federal programou a conexão da Amazônia às
redes de integração nacional nos itens rodovias, hidrelétrica e telecomunicações, com a justificativa
da distribuição das mesmas, e segundo as novaspolíticas de organização social do espaço rio várzea-floresta dos futuros projetos de colonização (Sacramenta & Pinós, 2009), gerando assim um
fluxo migratório de pessoas oriundas tanto do interior como de outros estados, provocado e
favorecido pelas políticas de investimento para o “povoamento da Amazônia” por parte do governo
militar.
No início do funcionamento da Superintendência da ZonaFranca de Manaus
(SUFRAMA), em 1966, como um dos Grandes Projetos, se promove uma corrente migratória em
sentido a esta capital, que gerou desequilíbrio social e ambiental, em uma região que não estava

preparada para o povoamento súbito e anô malo (Santos Filho, 1999; Becker, 1982). Isso ocasionou
uma rápida e desordenada expansão urbana, e o uso inadequado do meio físico teve como efeitosambientais primários negativos o desmatamento, destruição da camada vegetal, poluição de corpos
de água e construção de moradias em áreas impróprias. Como impactos negativos, derivados do
assentamento de infraestrutura, se t êm alagamentos nos períodos de chuva, ativação da erosão por
cortes inadequados em encostas que favorecem deslizamentos de terra, e que geram situações por
ameaças naturaispara as áreas de assentamento irregular.
Por volta dos anos 70 começou a colonização da Zona Leste através das ocupações
(invasões) dos bairros Coroado, Zumbi, Tancredo Neves, Santa Inês, Armando Mendes, Mutirão
entre outros. No Bairro Armando Mendes, (Fig. 01), fundado em 25 de agosto de 1987, foi erguido
um conjunto residencial para abrigar moradores de outras regiões da cidade,principalmente aqueles
das margens dos igarapés, e de habitantes dos municípios do interior. No mesmo instante em que se
construíam as primeiras casas, o entorno do novo conjunto foi invadido, ocasionando um dos
episódios mais marcantes da urbanização desordenada da Zona Leste de Manaus. Os bairros das
Zonas Oeste, Leste e Norte surgiram a partir do desmatamento e ocupação indevida de áreas com...
tracking img