Desenvolvimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3840 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
aHá vários anos, logo depois da metade do século XX, que a humanidade começou a perceber que o seu desenvolvimento tinha problemas. Algumas pessoas começaram a chamar a atenção das outras para a destruição que estava acontecendo na natureza e também para os males que se estava causando ao ser humano devidos a várias atividades desenvolvidas em nossa sociedade. Estas pessoas foram os primeirosecologistas e marcaram com sua luta, principalmente, o final dos anos 60 e início dos 70. O Rio Grande do Sul foi um dos pioneiros mundiais na criação de entidades da luta ambientalista com a AGAPAN - Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural, em abril de 1971.
| Foi devido a estas pressões que em 1972 a ONU realizou, na Suécia, o primeiro Encontro de Cúpula de Meio Ambiente, a famosa“Estocolmo 72”. Lá os governos, diante do caos ambiental que começava a se manifestar em vários locais do Planeta reconheciam que era necessário tomar providências e tratar a poluição provocada pela indústria, agricultura e demais atividades humanas sob pena de nos envenenarmos com os frutos de nosso desenvolvimento. Já os ambientalistas, afirmavam, neste encontro, que não bastava tratar a poluiçãoda atividade humana, era necessário repensar a forma como estávamos nos desenvolvendo. Era preciso ir mais fundo, não bastava apenas tentar corrigir o destino final dos dejetos da sociedade humana. Precisávamos de uma nova forma de fazer as coisas, nova forma de produzir, novos valores sobre os quais reconstruir nossa sociedade para podermos mudar o rumo destrutivo da qualidade de vida, como umtodo, do Planeta. |
A visão do poder econômico foi a que preponderou e os ambientalistas foram taxados de retrógrados, que eram contra o desenvolvimento da humanidade, que queriam voltar à época das cavernas. Acusações fáceis de serem feitas contra aqueles que não tinham poder sobre os meios de comunicação, nem espaço para pregar suas idéias. Até hoje, muitos atribuem aos ambientalistas uma visãosaudosista da humanidade e uma posição contrária a tudo que há de novo e moderno.
O que não é dito é que: os ambientalistas, muito antes da ciência, e muitas vezes contra ela, advertiram o mundo do mal que estava acontecendo, até então de forma silenciosa, a poluição do planeta provocando a destruição irreversível da natureza.
O que aconteceu depois da Estocolmo 72:
Muitas ações einvestimentos começaram a ser realizados no sentido de despoluir os efluentes industriais, tratar os esgotos das cidades e dar destinos melhores aos lixos domésticos e industriais. Mesmo com a constante gritaria dos donos das indústrias, muita coisa foi feita e muitas melhorias obtidas. A situação, porém, seguiu se agravando em muitos setores, provando que eram necessárias reformas mais radicais. Emborasempre negando isto, a ONU começa a falar de desenvolvimento sustentado e usa uma expressão ambientalista para descrevê-lo. Diz que é o desenvolvimento que permite às gerações futuras também continuarem se desenvolvendo. Traz em sua definição, na verdade, uma profunda preocupação com a continuidade das atividades econômicas e não com a preservação da qualidade de vida.
A luta ambiental, porém,segue dizendo que a sustentabilidade do sistema depende de mudanças muito mais profundas, visto que não há energia nem matéria prima para todos, e que se os países em desenvolvimento continuassem (como de fato continuam) a copiar o modelo de desenvolvimento dominante, o planeta em poucos anos entraria em colapso. Muitas coisas melhoraram mas, as mais absurdas, ainda continuam e crescem a olhos nus.Um grande exemplo é a quantidade de produtos descartáveis, que foi criada nos últimos anos e segue aumentando cada dia. Os descartáveis são a marca maior do absurdo esbanjamento em que vivemos. Fabricamos milhares de produtos cuja finalidade é serem usados apenas uma vez e virarem lixo da pior qualidade depois. Recentemente, começamos a reciclar como se esta fosse a solução que viabilizasse...
tracking img