Desenvolvimento e morfologia das angiospermas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1689 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
• Morfogênese e diferenciação celular

A organização básica de um corpo de uma planta se estabelece ainda na semente. Imediatamente após a fecundação, o zigoto passa a se dividir por mitoses sucessivas e cresce. Nessa fase, as células embrionárias têm forma poliédrica, parede celular fina e flexível, citoplasma denso com pequenos vacúolos e núcleo volumoso. Essas células são chamadas decélulas meristemáticas e constitui o meristema, tipo de tecido presente nas partes da planta em que ocorre crescimento por multiplicação celular.
As primeiras divisões celulares do desenvolvimento embrionário transformam o zigoto em um conjunto de células. Na extremidade voltada para a micrópila do óvulo, as células embrionárias passam a se dividir transversalmente, originando um cordão celulardenominado suspensor, com uma grande célula na base. Na extremidade oposta organiza-se um bloco celular a partir do qual se formará a planta. Nesse bloco diferenciam-se os cotilédones e os meristemas apicais, que ficarão localizados nas extremidades da raiz e do caule, promovendo o crescimento.
Novas células são produzidas pelos meristemas apicais, o que leva o embrião a se alongar. À medida que sedistanciam das extremidades do embrião, as células mais velhas passam a se especializar na realização de determinadas funções, chamamos esse processo de diferenciação celular. Os primeiros tecidos a se diferenciarem são a protoderme, o meristema fundamental e o procâmbio.
A protoderme é a camada de células que reveste externamente o embrião e que dará origem à epiderme.
O meristema fundamentalforma um cilindro abaixo da protoderme e dará origem ao córtex.
Na região central do embrião, diferencia-se o procâmbio, que dará origem aos tecidos vasculares.
À medida que o desenvolvimento progride, ocorre a morfogêneses, processo em que a forma geral da planta se estabelece.


• Germinação da semente

A semente madura abriga em seu interior o embrião e substâncias nutritivas acumuladas noendosperma e nos cotilédones. Em uma das extremidades do embrião situa-se o primórdio de raiz, que apresenta um meristema apical. E na outra extremidade situa-se o eixo epicótilo-hipocótilo, o primórdio de caule, em cuja extremidade localiza-se também um meristema apical. No primórdio de caule insere-se o cotilédone, que é único nas monocotiledôneo e duplo nas eudicotiledôneas e nas dicotiledoneasbasais.
A região inferior do embrião, localizada entre radícula e o ponto de implantação do cotilédone, é denominada hipocótilo. A região superior, entre cotilédone e o meristema apical do caule, é chamada de epicótilo.Toda porção acima do ponto de implantação dos cotilédones,constituída pelo epicótilo,pelo meristema apical do caule e,algumas vezes,por primórdios foliares,é denominadaplúmula.Nas gramíneas,a plúmula fica envolta por uma bainha protetora,o coleóptilo.
Um dos eventos iniciais da germinação é a absorção de água pela semente, processo conhecido como embebição. As células necessitam de água para retomar suas atividades metabólicas e mobilizar as reservas nutritivas estocadas nos cotilédones e nos endosperma. Com esses processo, o tegumento da célula se rompe,permitindo asentrada de gás oxigênio.
A primeira estrutura a emergir da semente é a radícula, que se diferencias na raiz primária. Esta cresce para dentro do solo, ancora a planta e inicia a absorção de água e sais. Nas eudicotiledôneas, a raiz primária origina raízes laterais, vindo a constituir um sistema radicular ramificado. Na maioria das monocotiledôneas, a raiz primária degenera e é substituída por raízesadventícias que se desenvolvem a partir do caule.


Raiz

A raiz tem sua extremidade envolta por um tecido em forma de capuz, a coifa, espécie de gorro, protege o meristema apical de eventuais danos durante a penetração da raiz no solo. Além da coifa, o meristema apical da raiz origina os três primeiros meristemas da planta: protoderme, meristema fundamental e procâmbio.
Na ponta da...
tracking img