Desenvolvimento sustentavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5027 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Introdução
O relacionamento entre a sustentabilidade ambiental e o paradigma de desenvolvimento econômico vigente encontra-se imerso em polêmicas discussões. Desde a Conferência Mundial sobre o Meio Ambiente, a Rio 1992, as diversas questões envolvendo o meio ambiente ganharam dimensão de destaque.
Entre os diversos desdobramentos das discussões, nota-se que o paradigma de crescimentoeconômico oriundo da Revolução Industrial encontra-se em xeque. Pressões demográficas nas áreas urbanas e a degradação ambiental são algumas das marcas desse modelo. O padrão de desenvolvimento perseguido pelo processamento dos clássicos fatores de produção – capital (K), trabalho (L) e natureza (T) – reclama uma revisão em prol de um paradigma sócio-ambiental sustentável. Crises e oportunidadesrepresentam uma histórica dialética indutora de profundas transformações. Mudanças são inevitáveis para que as sociedades possam evoluir.
Segundo observa o economista Nicholas Stern, responsável pelo relatório encomendado pelo Governo Britânico sobre mudanças climáticas, trata-se de uma transição que precisa ser pensada de forma sistêmica, global e com antecedência (GREAT BRITAIN, 2006). O respectivoestudo calcula que as mudanças climáticas em curso podem custar mais de sete trilhões de dólares daqui a dez anos, caso nada seja feito a nível global e de forma coordenada para mitigar os efeitos causados pela emissão de poluentes. Os impactos perversos, conhecidos como as externalidades econômicas negativas, tendem a ser maiores nas regiões menos desenvolvidas. Com menos recursos econômicos e comestruturas sócio-organizacionais precárias, sua população deve pagar o grosso da conta em termos de sofrimento. Para as sociedades menos desenvolvidas, não se trata, portanto, de nenhuma novidade o fato dos mais pobres pagarem recorrentemente a amarga conta da socialização dos prejuízos econômicos.
As mudanças climáticas afetarão a disponibilidade dos recursos hídricos, escasseando-os em muitoscasos. Trata-se de algo grave para a sobrevivência de muitas regiões, pois seus múltiplos usos sócio-econômicos são inegáveis. Destaca-se que a concorrência e a pressão sobre os mesmos têm causado grande preocupação por parte das organizações internacionais do sistema multilateral, pois o século XXI já está vivendo uma crise de governança dos recursos hídricos (UNESCO, 2003). As estatísticasimpressionam.
Barlow e Clarke (2003) apontam que, em média, a cada oito segundos, uma criança morre por falta de água no mundo. Tal fato já ocorre na África, China, Índia, Cidade do México, Oriente Médio e em algumas partes do Brasil. Por outro lado, o mercado mundial da água potável engarrafada para consumo humano cresce 20% ao ano. As pressões dos grandes grupos econômicos transnacionais pelacommoditização dos recursos hídricos é uma realidade. Disputas pelo ouro azul tendem a repetir, para o século XXI, conflitos antes motivados pelo petróleo. Geopolítica da água? Na América do Sul, o pujante Aqüífero Guarani já se encontra na mira nas transnacionais dos países mais desenvolvidos. Com 12% da água doce de superfície do planeta, o Brasil não deve acreditar que ficará imune a pressõesinternacionais. A região do entorno da bacia Amazônia, por exemplo, abrigando cerca de 7% da população nacional, responde por 70% dos recursos hídricos brasileiros. O quadro brasileiro é preocupante quando se analisam suas principais regiões metropolitanas, distantes das principais fontes de abastecimento e onde se concentram 37,5% de sua população.
A degradação dos recursos hídricos e a ausência demétodos eficazes de gestão dos mesmos são prejudiciais ao desenvolvimento sustentável das grandes aglomerações urbanas. Percebe-se no Brasil claramente que há um descompasso entre uma moderna legislação ambiental e a sua efetiva aplicação. Descompassos entre institucionalidades formal e informal são muito comuns no Brasil, uma vez que o sistema coletivo de crenças, valores, conhecimentos técnicos e...
tracking img