Desenvolvimento Organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4565 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
A Teoria do Desenvolvimento Organizacional surgiu em 1962 por três razões dintitas:
Problemas burocráticas,
Conhecimento sistêmico da organização,
A tecnologia.
Abordamos nesse trabalho a essência do comportamento organizacional, para transmitir nosso entusiasmo nos ambientes sócios. Ao nos aprofundarmos no assunto vimos um pouco sobre o mesmo a qual, os homens nas antigasteorias eram tratados como máquinas, conforme o tempo passou às teorias foram se atualizando e os homens conforme o tempo foi tratado com mais respeito e as organizações começaram a ganhar com este processo. Também iremos abordar os tipos de teorias que compõe a Teoria do Desenvolvimento Organizacional. Seu objetivo era analisar vários fatores, como: o ambiente, a organização, o homem, proporcionandoassim, o Desenvolvimento Organizacional.
Através deste as empresas foram adquirindo o conhecimento e o comportamento de como lidar com pessoas, com ênfase na teoria de Maslow com as necessidades humanas. As organizações de hoje estão inseridas em um ambiente extremamente dinâmico e turbulento, que cada vez mais exige grande agilidade para adaptação.





CAPÍTULO 1
DESENVOLVIMENTOORGANIZACIONAL (DO)
1.1DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL
O movimento de DO surgiu a partir de 1962 como um conjunto de idéias a respeito do homem, da organização e do ambiente, no intuito de proporcionar o crescimento e o desenvolvimento das organizações. No sentido restrito, o DO é um desdobramento prático e operacional da Teoria Comportamental em direção á abordagem sistêmica. Não se trata de uma teoriaadministrativa propriamente dita, mas de um movimento envolvendo vários autores preocupados em aplicar as ciências do comportamento.
As origens da DO são atribuídas a vários fatores, a saber:
1. A dificuldade de operacionalizar e aplicar os conceitos das teorias administrativas, cada qual trazendo uma abordagem diferente.
2. Os estudos sobre motivação humana demonstraram a necessidade de umanova abordagem da Administração que interpretasse a nova concepção do homem e da organização baseada na dinâmica motivacional.
3. A criação do National Traiming Laboratory (NTL) de Bethel em 1947 e as r o comportamento de pesquisas de laboratório sobre o comportamento de grupo. O treinamento da sensitividade (ou educação em laboratório) através de T-Groups foi o primeiro esforço para melhora ocomportamento de grupo.
4. Leland Bradford, considerando o precursor do DO, juntamente com alguns psicólogos do National Training Laboratory, publica um livro, em 1964,relatando as pesquisas com T-Groups, resultados com treinamento de sensitividade e suas aplicações nas organizações. Leland Braford, o coordenador do livro é considerado o precursor do movimento da DO.
5. A maior invenção do final doséculo XX foi a inovação. ela passou a mandar a vida da sociedade, das organizações, do homem e da sua visão do mundo. O DO é uma respostas ás mudanças e à inovação no que tange a:
a. Transformações rápidas e inesperadas do ambiente organizacional.
b. Aumento do tamanho das organizações, fazendo com que o volume das suas atividades não fosse suficiente para sustentar o crescimento.
c.Diversificação e complexidade da tecnologia, exigindo integração entre atividades e pessoas especializadas e de competências diferentes.
d. Mudanças no comportamento administrativo devido a novos conceitos:
Novo conceito de homem, substituindo a ideia do homo economicus um modelo de homem ultra-simplificado, inocente e do tipo “aperta botões” que visa apenas os bons salários e recompensas materiais.
Novoconceito de poder, baseado na colaboração e na razão, substituindo o modelo de poder hierárquico e formal baseado na coação e na ameaça.
Novo conceito de valores organizacionais, baseando na idéia humanístico-democráticos. Substituindo o sistema despersonalizado e mecanismo da burocracia.
6. A fusão de duas tendências no estudo das organizações: estrutura e comportamento humano nas...