Desenvolvimento economico local

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4891 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
bacharelado em administração

PAMELA CRISTINE DA ROSA

desenvolvimento econômico LOCAL:

Magé
2012

PAMELA CRISTINE DA ROSA

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO LOCAL:

Trabalho de Pamela Cristine da Rosa apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média bimestral na disciplina de Teorias da Administração I, Comunicação e Linguagem, Sociologiae Filosofia.

Orientador: Prof. Samara Headley, Prof. Marcelo Silveira, Prof. Wilson Sanches e Prof. Márcia Bastos.

Magé
2012
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4

3 CONCLUSÃO 16

REFERÊNCIAS 17

1 INTRODUÇÃO
O presente trabalho visa mostrar que após a crise de 70, os países capitalistas adotaram uma nova política econômica nas áreas territoriais antes controladas porum sistema autoritário agora estão adotando uma politica neoliberal visando o seu desenvolvimento.

2
3 DESENVOLVIMENTO

É de conhecimento público que o setor econômico passa por transformações ao longo das eras. Tais transformações são válidas porque o mundo também se encontra em constantes mutações.

2.1 No inicio do texto a autora afirma que o “Fenômeno da reestruturaçãocapitalista e a crise dos Estados nacionais ocorridas na década de 1970 influenciaram nas discussões sobre os rumos dos processos de desenvolvimento no mundo e no Brasil.” Com base nesta afirmação e utilizando outras informações apontadas no texto, explique a questão da letra (a) que está logo a seguir:
2.1.1 Explique que é a reestruturação capitalista e a crise dois estadas nacionais?
A princípiopode-se conceituar a reestruturação capitalista como sendo os períodos de subversão das relações, até então existentes, entre a lógica econômica do capitalismo e as aspirações dos cidadãos à autonomia diante das esferas do poder e do dinheiro, a uma vida boa e decente; já no que se refere à crise atuaI dos Estados Nacionais, a mesma nada mais é do que a vitória cabal do mercado autorregulado.
Assimsendo, nos momentos de reestruturação, a luta política vai escolher as normas e os valores que vão presidir os destinos coletivos e individuais. A última reestruturação importante começou a se desenvolver a partir dos anos 30 e encontrou seu apogeu nas duas primeiras décadas que se seguiram à Segunda Guerra Mundial. Essa reordenação foi uma resposta aos desastres provocados pelas "falhas" domercado autorregulado, agravadas pelo apego dos governos a políticas fiscais e monetárias conservadoras. Essa miopia liberal-conservadora suscitou violentas reações de autoproteção da sociedade assolada por desgraças como o desemprego em massa, o desamparo, a falência. Tratava-se essencialmente de uma rebelião contra a exclusão dos circuitos mercantis, o que significa, para milhões de pessoas, aimpossibilidade de acesso aos meios necessários à sobrevivência.
A Grande Depressão e as experiências do nazi-fascismo e do New Deal colocaram sob suspeita as pregações que exaltavam as virtudes do liberalismo econômico. Frações importantes das burguesias europeia e americana tiveram que rever seu patrocínio incondicional ao ideário do livre-mercado e às políticas desastrosas de austeridade na gestãodo orçamento e da moeda, diante da progressão da crise social e do desemprego.

Com isso, a coordenação do mercado deixou de funcionar, setores importantes alemães, inclusive conservadores, aderiram aos movimentos fascistas e à estatização impiedosa das relações econômicas, como último recurso para escapar à devastação de sua riqueza.
Do ponto de vista ético, esse conflito desenvolve-se emmeio a fortes tensões entre a dimensão utilitarista da sociabilidade forjada na indiferença do valor de troca e do dinheiro e os projetos coletivos de progresso social. Esses projetos, no atual estágio do imaginário social, postulam a autonomia do indivíduo. Essa virtude pode ser definida como a percepção e o reconhecimento de pertencer solidariamente a uma comunidade, sem ser esmagado por ela....
tracking img