Desenvolvimento de um sistema metrico para medição de penis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4869 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
REDE PERGAMUM: HISTÓRIA, EVOLUÇÃO E PERSPECTIVAS Heloisa Helena Anzolin

Resumo: Objetivo desse relato é resgatar e registrar a história de criação da Rede Pergamum, bem como seu crescimento. No entanto para falar da Rede, se faz necessário nos reportar ao Sistema Pergamum, já que foi por meio dele que a Rede foi formada e é a base de seu desenvolvimento. A Rede Pergamum foi criada em 1999,inicialmente contava com 13 instituições de ensino superior, tendo como finalidade principal compartilhar serviços e recursos. O número de instituições foi aumentando e diversificando-se. No ano de 2000 eram 36, 2001 (47), 2002 (58), 2003 (97), 2004-2005 (106), 2006 (159), 2007 (180) e em 2008 (216) instituições de ensino superior particulares, públicas, tribunais de justiça, escolas de ensinofundamental e médio, empresas, ONGs, conselhos regionais, entre outros. São 216 instituições usuárias e parceiras que apostam e acreditam no trabalho desenvolvido pela PUCPR, consolidando cada vez mais a Rede Pergamum no cenário nacional, ampliando serviços e produtos de informação com qualidade. Palavras-chave: Rede de bibliotecas; Pergamum – Sistema Integrado de Bibliotecas; Catalogação cooperativa;Automação de bibliotecas.

1 INTRODUÇÃO A revolução tecnológica que vem acontecendo é evidente, ao considerar o desenvolvimento da informática, comunicações e telecomunicações (TICs). Estas tecnologias provocam mudanças significativas em todas as áreas do conhecimento, não sendo diferente na área da informação. As transformações econômicas e sociais, a explosão informacional, a competitividade,trouxeram a necessidade de rever os processos que envolvem as bibliotecas e seus serviços, como registrar, recuperar e fornecer informações. Neste
Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v.14, n.2, 493-512, jul./dez., 2009.

493

novo cenário, as bibliotecas sofreram um grande impacto, tendo que adequar seus serviços e produtos às novas tecnologias. Os profissionais deinformação têm pela frente novos desafios, conforme comenta Rowley
diante das mudanças tecnológicas, as funções das instituições responsáveis pelo fornecimento de informações, como as bibliotecas, vêm sendo reavaliadas e reformuladas. Ainda está em seu começo a era em que a tecnologia da informação coloca desafios á nossa maneira de viver, às atividades que desempenhamos, ao processo de criaçãode conhecimento e à forma como esses conhecimento são avaliados para domínio do público (ROWLEY, 2002, contra capa).

Um elemento fundamental das mudanças que envolveram as bibliotecas foi o surgimento do microcomputador, que encerrou um ciclo, interrompendo o ritmo das bibliotecas tradicionais, com rotinas e serviços que não ultrapassavam o espaço físico da biblioteca. A Internet também mudousuas formas de atuação, possibilitando maior visibilidade para os serviços e produtos oferecidos aos usuários, com seus acervos disponíveis em catálogos on-line (Online Public Access Catalogue – OPAC), reservas, renovações, levantamentos bibliográficos etc., inicialmente em rede de Intranet e, mais tarde, em redes nacionais e internacionais, com as bibliotecas virtuais e digitais. As mudanças sãorápidas, as tecnologias de informação estão em desenvolvimento contínuo e o profissional da informação precisa manter-se em constante atualização para saber lidar com todas essas inovações, que estão cada vez mais presentes no desempenho das atividades diárias no ambiente de trabalho. A introdução de sistemas informatizados nas bibliotecas resultou em padronização, aumento da

Revista ACB:Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v.14, n.2, 493-512, jul./dez., 2009.

494

eficiência, interligação por redes e melhores serviços (ROWLEY, 2002 p. 05). As bibliotecas há muito reconheceram a impossibilidade de isoladamente possuírem todos os recursos necessários para atender as necessidades de seus usuários (CUNHA, 1987, p. 23). Neste sentido participar em redes cooperativas...
tracking img