Desenvolvimento de sementes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4388 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Desenvolvimento de sementes

INTRODUÇÃO
A semente é um ser vivo originário da fecundação do óvulo, sendo atribuído a ela a perpetuação da espécie. Sendo também considerada dentro do contexto agrícola, o principal insumo para a produção de alimento.
A semente representa ao mesmo tempo, o ponto culminante das atividades de uma geração da planta, e, o início de uma nova geração. Contémdentro de si uma plântula em miniatura, com potencial de crescer e de se desenvolver em uma planta adulta, com alta capacidade produtiva.
O estudo detalhado da morfologia e anatomia das sementes e plântulas é de extrema importância pois além de contribuir para a identificação das espécies, caracterizando famílias e gêneros de acordo com suas estruturas, é também importante para o exame dasplântulas em análises de germinação e vigor, para a avaliação da qualidade fisiológica das sementes.
As plantas fanerógamas ou espermatófitas, ou seja plantas que produzem sementes, dividem-se em dois grupos principais que são: as angiospermas, cujas sementes se desenvolvem dentro do ovário da flor. Estão incluídas neste grupo a maioria das plantas cultivadas, pertencentes àsmonocotiledônes e dicotiledônes, e as giminospermas que posssuem sementes nuas, isto é que se desenvolvem livres em cones unisexuais, como exemplo as coníferas, cycas e ginko.
Neste módulo serão abordados: a morfologia floral, a formação e desenvolvimento das sementes, e a morfologia externa dos frutos, sementes e plântulas, apenas de espécies pertencentes ao grupo das angiosperma.


1
PROCESSOREPRODUTIVO
DAS PLANTAS
O crescimento das plantas acontece em células especializadas de regiões das gemas conhecidas como meristemas. Nestas regiões ocorrem as divisões e os alongamentos celulares. Estes processos produzem tecidos que logo irão se desenvolver em partes específicas da planta. Os meristemas vegetativos dão origem às partes tais como caules, folhas, e raízes enquanto osmeristemas reprodutivos originarão os órgãos florais que produzirão frutos e sementes.
Em cada meristema estão diminutos primórdios, os quais são semelhantes à protuberâncias arredondadas ou cones rugosos invertidos, e na medida que inicia o crescimento destes primórdios, ocorre a diferenciação nos diversos órgãos das plantas.
1.1 FLOR
1.1.1 Morfologia Floral
A flor após sofrerdiferenciação, desenvolve-se e à semelhança de um ramo vegetativo, passa a constituir-se de um eixo (receptáculo) e de apêndices laterais que são os orgãos florais, geralmente, estes estão reunidos em orgãos estéreis e de reprodução.
Uma flor típica de angiosperma, apresenta formas muito variadas, tal diversidade reflete-se nos diferentes tamanhos, cores, números, presença ou ausência edisposição das suas partes. Portanto, o estudo do modelo de uma flor completa conforme esquema apresentado na Figura 1, facilita a interpretação correta de qualquer outra flor.
Em uma flor completa, as sépalas e pétalas, que compoem respectivamente o cálice e a corola, representam as partes estéreis, enquanto os estames e os carpelos são as partes reprodutoras, que em conjunto, constituem oandroceu e o gineceu respectivamente. As partes constituintes de uma flor completa são: pedúnculo, receptáculo, cálice, corola, androceu e gineceu.

PÉTALAS
ANTERASFILETE



ESTIGMA
ESTILETE...
tracking img