Desenvolvimento capitalista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1357 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
-------------------------------------------------
SINGER. Paul. Desenvolvimento Capitalista e Desenvolvimento Solidário. Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. 2006 p. 7-22.
“O capital financeirizado tornou se móvel, podendo mudar de forma com facilidade. Cada empresa individual, controlada por holding, está permanentemente à venda, na medida em que suas ações sãotransacionadas nas bolsas de valores. [...] A grande empresa se desfaz de empresas componentes e adquire outras, tomando em consideração o valor financeiro das mesmas em relação às perspectivas de lucro que oferecem”. (p. 14)
“A morfologia da economia capitalista mudou. Na era fordista, algumas centenas de EMNs, dominavam a maior parte dos mercados nacionais e internacionais [...] Na era atual, da"flexibilidade", são PMEs as que predominam, sendo uma parte formal e outra informal”. (p. 14)
“Dentro desse novo panorama, como se coloca a questão do desenvolvimento? Com o enxugamento da grande empresa, mais atividades de P&D estão sendo contratadas com universidades e centros públicos de ciência e tecnologia. [...] As novas forças de produção já vêm ao mundo com um preço, que é o custo de suautilização mediante o pagamento de royalties. A contrapartida disso é o crescimento de um proletariado científico e tecnológico, naturalmente antagônico ao capital que o emprega: a ética científica de conquistar conhecimento novo para a humanidade deve se chocar com a sua comercialização”. (p. 15)
“O desenvolvimento capitalista emprega as novas forças produtivas para conquistar mercados [...] Naperiferia, o capital desenvolve a economia mediante investimentos, em grande medida transnacionais, ou seja, promovidos por EMNs. Os Estados menos desenvolvidos tendem a competir por tais investimentos, oferecendo incentivos fiscais, infra-estrutura gratuita ou quase, participação dos governos no investimento etc. No Brasil, essa competição deu lugar à "guerra fiscal" entre unidades da federação”.(p. 15)
“Onde o investimento transnacional se dá, o desenvolvimento resultante é desigual e combinado. É possível que o desenvolvimento se torne cumulativo, atraindo novos investimentos e alargando a área beneficiada. Mas, no próprio pólo de desenvolvimento a desigualdade se aprofunda: alguns enriquecem como executivos das novas empresas ou fornecedores das mesmas, outros conseguem um ganha-pãocomo empregados ou terceirizados, mas muitos ficam desempregados, à espera de uma oportunidade, e outros são excluídos de qualquer participação normal na vida econômica, ficando relegados a atividades precárias”. (p. 15)
 
Um desenvolvimento semicapitalista e semi-solidário
“Mas, a era da ‘flexibilidade’, que o capitalismo atravessa, possibilita também o desenvolvimento solidário. Este serelaciona com a flexibilidade da PME, que nem sempre é capitalista e, mesmo quando o é, oferece aos trabalhadores oportunidades de participar de sua condução”. (p. 15)
“Os conhecimentos que os trabalhadores adquirem são importantes para o bem do negócio e por isso eles são encorajados a manifestá-los. Em empresas capitalistas típicas, de maior tamanho, a participação dos trabalhadores na condução dasatividades que exercem é cada vez mais estimulada e recompensada. Os assalariados são tornados individualmente responsáveis pela empresa, pois sua remuneração passa a depender cada vez mais dos resultados obtidos pelo setor da empresa em que trabalham (o que não poucas vezes se transforma em pressão sufocante sobre cada trabalhador)”. (p. 16)
”Qual seria o segredo do sucesso dos distritosindustriais? Em primeiro lugar, a cooperação entre as empresas. Em cada distrito há uma divisão de trabalho, em que grupos de empresas se encarregam de diferentes etapas da cadeia produtiva”. (p. 17)
“Este espírito de cooperação permeia todas as relações entre as empresas de cada distrito, assim como entre os distritos. As empresas, em cada mercado, competem entre si, mas sem procurar destruir o...
tracking img