Desenho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2099 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cópia não autorizada

C6pia

impressa

pelo Sistema

CENWIN

ROBCAS

SUMARIO
Objativo 1 2 DefinigLIer ANEXO - Nomenclahlra

nos idiomas:

portugugs,

ingl@s, aleplZo e franc&

I

OBJETIVO

1.1

Esta

Norma

define

os axial)

!ermos

fundamentais em trlkqulos. em ingIL, cm inglk

de

roscas

cil

indricas

paralel:as

corn perfis 1.2

(em plan0bassados no Anexc, 36 acweles

OS termos

acrescerrbradas oorem,

franc& e franc&

e alemao, sao

550

dados

a titulo termos

informative I SO.

cons i derados

2 Para

OEFlNIC6ES

OS efeitos Termos hG2i.x sobre

desta

Norma

Go

adotadas

as

defini@es

de

2.1

e 2.2.

2. I 2.1.1 Cwva perficie I). Notas:

g&&tricos

B geYais

a supzrficie o%gulo

cilindrica constante

exata diferente

que de

intersecciona 0 ou ll /2

os’geradores radianos (ver

da Figura

su -

sobre

a) b)

0 eixo

da

superficie a super’ficie num piano,

cilindrica cilindrica se

6 tambsm ao apresenta

o eixo longo sob de

de

h&lice. e linhas desen re

Seccionando volvendo tas,

uma geratriz de

a hilice

a formainclinadas termos 2.1.1,

e paralelas. 2.1.2 e 2.1.3, sao termos gerais da hdl~ice e nao po

c)

05

Origem: ABNT CB-4 - &mite c&4: 03.03 Erta Norma foi

- TB-41186 (Pmjeto 4: 03.03-008) Brarilaim de Mec#nica Cornis& de Eatudo de Roscas baseada na IS0 5408 e rubstitui a NBR 5876/77

SISTEMA

NACIONAL

DE

ABNT - ASSOCIACAO 0
NBR T&x 01 direim 3 NORMA BRABILEIRA

BRASILEIRAMETROLOGIA. E QUALIDADE

NORMALIZACAO INDUSTRIAL

DE NORMAS TliCNlCAS

REGISTRADA 11 pjginar

raewda

Cópia não autorizada

C6pia 2

impressa

pelo Sistema

CENWIN NBR 587611888

dem ser d) OS tdrmos ma, ficies tim

confundidos “ci coma cilindricas 1 indro” defini@es:

corn parsmetros e “superficie.ci cilindros

aplicaveis. tindrica” circulares quando exatos usados e tamb6mnesta as Nor super

exatas,

respectivamente.
Superffcie / cilindrica desenvolvida

Angulo

da inclim@o

da h&lice Linha da hn%ice

Anguh da inclina+

da helice

nd

,-

FIGURA

1 -

H&x

2.1.2
Dist&cia da h&lice Exemplo:

Avanco da h&ice
axial pela (Ph linha na Figura I) reta ponto entre dois pontos onde o giro da consectivos a helice hGl.ice i da i ntersecsaogeradora axial do do.ci~lindro seguindo localizada: ao :redor

movimento do eixo.

uma volta

2.1.3
Angulo ao eixo igual ce i

Anplo
agudo

de incZina&
( y na Figura onde da

da h&ice
11, a hGlice,i entre’a tangente.da localizada: pela .;z circunferkia hS.l.ice Exempl~o: e piano Sngulo~ do cilindro cuja perpendicular tangente onde a hdli 6 -

do cilindro ao avan$o

hiliceydivididalocalizada,

Tang

Y=

2.1.4
ProjeGSo 1 indrica.

Rosca
continua dos filetes~heliocoidais de sec@es uniformes na superficie ci

Cópia não autorizada

C6pia impressa

pelo Sistema CENWIN NBR 5876/1999 3

Nota:

Cada eixo

ponto comum,

na

ro~ca

segue da rosca

sua

pr6pria

hGl,ice. passe,

Todas

as

hilices

tGm kgulo

urn de ao ei

o eixo

e omesmo proportional

mas a tangente’do radial

inclinaG& x0.

&nversamente

5 distsncia

da hilice

2.1.5
Rosca

Rosa erterna
que i formada na 5uperfici.e externa de urn ci lindro (ver Figura 2).

2.1.6
Rosca

Rosea interna
que 6~ formada na superficie interna de urn cilindro (ver Figura

3).

2.1.7
Rosca

Rosca direita
que d rosqueada no sentido horirio (ver Figuras 2e 3).

FIGURA

3-

Borea dir&a

atema

FIGURA

3 - Rosa direita interna

~Rosca que

i .rosqueada

no sentido

anti-horario

(ver

Figura

4).

2.1,.9
Rosca

Rosa de uma entrada
que i formada par uma entrada (ver Figura 4).

2.1.1~0
Rosca

Rosca de v&ins
que 6 formada por

entradas
duas ou mais entradas (ver Figura

5).

Cópia nãoimpressa autorizada...
tracking img