Desenho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2121 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cópia não autorizada

FEV 2001

ABNT – Associação
Brasileira de
Normas Técnicas
Sede:
Rio de Janeiro
Av. Treze de Maio, 13 / 28º andar
CEP 20003-900 – Caixa Postal 1680
Rio de Janeiro – RJ
Tel.: PABX (21) 210-3122
Fax: (21) 220-1762/220-6436
Endereço eletrônico:
www.abnt.org.br

Copyright © 2001,
ABNT–Associação Brasileira
de Normas Técnicas
Printed in Brazil/
Impresso noBrasil
Todos os direitos reservados

NBR ISO 2768-1

Tolerâncias gerais
Parte 1: Tolerâncias para dimensões
lineares e angulares sem indicação de
tolerância individual
Origem: Projeto 04:005.06-017:1999
ABNT/CB-04 - Comitê Brasileiro de Máquinas e Equipamentos Mecânicos
CE-04:005.06 - Comissão de Estudo de Tolerâncias e Ajustes
NBR ISO 2768-1 - General tolerances - Part 1: Tolerances forlinear and
angular dimensions without individual tolerance indications
Descriptors: Technical drawing. Linear tolerancing. Angular tolerancing.
Tolerancing without indication
Esta Norma é equivalente à ISO 2768-1:1989
Esta Norma cancela e substitui a NBR 6371:1987
Válida a partir de 30.03.2001
Palavras-chave: Desenho técnico. Tolerância dimensional.
Tolerância angular. Definições. Símbolos5 páginas

Sumário
Prefácio
Introdução
1 Objetivo
2 Generalidades
3 Referências normativas
4 Definições
5 Tolerâncias geométricas gerais
6 Indicação em desenho
ANEXO
A Conceitos relativos às tolerâncias gerais de dimensões lineares e angulares
Prefácio
A ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras, cujo
conteúdo éde responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB) e dos Organismos de Normalização Setorial
(ABNT/ONS), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas
fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros).
Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito dos ABNT/CB e ABNT/ONS, circulam paraConsulta Pública entre
os associados da ABNT e demais interessados.
A NBR ISO 2768, com título geral "Tolerâncias gerais", é constituída das seguintes partes:
- parte 1: Tolerâncias para dimensões lineares e angulares sem indicação em desenho;
- parte 2: Tolerâncias geométricas de forma e posição sem indicação em desenhos.
Esta parte da NBR ISO 2768 contém o anexo A, de caráter informativo.Introdução
Todos os elementos de partes componentes têm dimensão e forma geométrica. O funcionamento de uma peça necessita
que o desvio da dimensão e os desvios das características geométricas (forma, orientação e posição) sejam limitados, uma
vez que quando excedidos podem dificultar o seu funcionamento.

Cópia não autorizada

2

NBR ISO 2768-1:2001
Recomenda-se que as tolerâncias indicadasnos desenhos sejam completas para assegurar que a dimensão e a geometria
de todos os elementos sejam controladas, isto é, nada deve ser subentendido ou ser deixado para julgamento na
fabricação ou no controle.
O uso de tolerâncias gerais para dimensão e geometria simplifica a tarefa de assegurar que os requisitos sejam atingidos.
1 Objetivo
Esta parte da NBR ISO 2768 tem como objetivosimplificar as indicações em desenhos e especificar tolerâncias gerais
para dimensões lineares e angulares sem indicação individual de tolerância.
NOTA 1 - Os conceitos relativos à tolerância geral de dimensões lineares e angulares estão descritos no anexo A.

É aplicável às dimensões de partes usinadas por remoção de metais ou de partes formadas a partir de chapas metálicas.
NOTAS
2 Essastolerâncias podem ser empregadas a outros materiais que não-metálicos
1)

3 Normas Internacionais semelhantes existem ou estão sendo elaboradas, por exemplo, ver ISO 8062 , para fundidos.

Esta parte da NBR ISO 2768 se aplica somente às seguintes dimensões, que não têm uma indicação individual de tolerância:
a) dimensões lineares (por exemplo, dimensões externas, internas, escalonados, diâmetros,...
tracking img