Descarte de resíduos hospitalares



Professora: Elza Ferreira Santos
Técnica de oratória
Turma: SST II, vespertino
Introdução
Os resíduos sólidos hospitalares ou lixo hospitalar como são comumente conhecidos, geram grandesproblemas para a saúde pública. No Brasil cerca de 60% desses resíduos, são coletados de maneira inadequada e despejados em locais inapropriados, trazendo graves riscos de saúde para a população. Odescarte de lixo hospitalar exige cuidados e segue normas rigorosas de saúde por conta do alto risco de contaminação, e qualquer descumprimento a essas normas resulta em crime ambiental.
O que é resíduohospitalar?
De acordo com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Conselho Nacional do Meio Ambiente, o lixo hospitalar é aquele que é:
- proveniente de qualquer unidade que executeatividades de natureza médica humana ou animal;
- provenientes de centros de pesquisa, desenvolvimento ou experimentação na área de farmacologia e saúde;
- provenientes de necrotérios funerárias eserviços de medicina legal;
- provenientes de barreiras sanitárias e
- medicamentos vencidos ou deteriorados;
Os serviços de saúde são responsáveis pelo gerenciamento dos resíduos que produzem.“Desde a sua geração até a disposição final” (Conama, Resolução n°5/93).
Classificação do lixo hospitalar, acondicionamentos e destino final.
O tratamento dos Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde – RSSScomeça dentro do próprio hospital. Eles devem ser separados de acordo com o grau de infecção dos materiais. A Anvisa estabeleceu grupos para a divisão desses materiais que vão do A ao E.
Grupo A(Risco biológico) - engloba os componentes com possível presença de agentes biológicos que podem apresentar risco de infecção. Exemplos: placas e lâminas de laboratório, membros amputados, tecidos, bolsascontendo sangue, dentre outras. Deve ser acondicionado em saco plástico branco leitoso, resistente, impermeável.
Os resíduos do grupo A são identificados pelo símbolo de substância infectante,...
tracking img