Desassoreamento de lago

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2311 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3
2 REFERENCIAL TEÓRICO 4
3 JUSTIFICATIVA 6
4 OBJETIVO GERAL 7
4.1 IMPLANTAR GRADES DE CONTENÇÃO 7
4.2 INTRODUZIR CURVAS DE NÍVEL 7
4.3 CONSCIENTIZAR A POPULAÇÃO 8
5 MATERIAS E MÉTODOS 9
6 CRONOGRAMAS DAS ATIVIDADES 10
REFERÊNCIAS 11
APÊNDICES 12
ANEXOS 14

INTRODUÇÃO

Esse problema não é exclusivo da minha cidade infelizmente, poisacho que seria mais fácil de solucionar, hoje em dia é normal vermos rios, lagos e outros corpos de água sendo poluídos de forma absurda pela população, indústrias entre outros. O local que vou descrever é um lago que se localiza no meio da cidade, no bairro park Débora, na cidade de Colina – SP, sendo atração turística para pratica de caminhadas, corridas e pescarias. Durante algum tempo tenhoobservado que a população está jogando grande quantidade de lixos e resíduos ao redor e na margem do lago, as constantes chuvas dos primeiros meses do ano está arrastando tudo o que encontra pela frente para dentro do lago. Especificamente no dia 28 de março de 2011 fiz uma visita técnica para realmente ter idéia da gravidade e do estado em que se encontra. Fiquei muito aborrecido ao identificar asgalerias de bueiros sem nenhum tipo de grade ou proteção para conter os resíduos sólidos que as enxurradas arrastam, a quantidade de lixo que os vizinhos colocam nas ruas, todo o tipo de lixo dentro do lago, desde garrafa pet á preservativo usado, uma triste realidade que pude presencia de tão perto, infelizmente toda a água das chuvas dos bairros da redondeza é direcionada para o lago sem nenhumcontrole ou inspeção de possíveis responsáveis. Outro problema que visualizei foi o assoreamento do lago, uma grande quantidade de terra e areia em suas margens que foi trazida pelas inúmeras chuvas na época das águas, onde se formaram até algumas ilhas que servem para garças e biguás pousarem e desenvolverem suas pescas. Grande parte do lixo que se encontra no lago é deixado por pescadores, quepor muitas vezes vem retirar seu sustento e sem consciência do problema deixa para trás sacos plásticos, garrafas, latas, tambores e muitos outros.

REFERENCIAL TEÓRICO

As perspectivas de escassez e degradação da qualidade dos recursos hídricos do planeta colocaram no cerne das discussões globais as necessidades de adoção do planejamento e do manejo integrado dos recursoshídricos. As estimativas do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas apontam que até o ano de 2025 o número de pessoas que vivem em países submetidos a grande pressão sobre os recursos hídricos passará dos cerca de 700 milhões atuais para mais de 3 bilhões. No Brasil, a situação é de maior tranqüilidade do que em outras partes do planeta. Apesar de ocupar quase metade da área da América do Sul ede ter em torno de 60% da Bacia Amazônica, que escoa um quinto do volume de água doce do mundo, há áreas críticas, onde a escassez deixou de ser apenas uma ameaça. Com três bacias hidrográficas que contêm o maior volume de água doce do mundo – Amazonas, São Francisco e Paraná –, o Brasil busca servir de exemplo na eficácia da gestão de seus recursos hídricos. Nas duas últimas décadas, foramdesenvolvidos mecanismos e ações voltadas para tornar a água de boa qualidade disponível para as gerações atuais e futuras, diminuir os conflitos do uso da água e ampliar a percepção da conservação da água como um valor social e ambiental de alta relevância. A partir dos anos 1980, a gestão dos recursos hídricos no Brasil passou a abordar três fatores: a sustentabilidade ambiental, social e econômica; abusca de leis mais adequadas e de espaços institucionais compatíveis; a formulação de políticas públicas que integrassem toda a sociedade. 
Bastam três ações: coletar, afastar e tratar os esgotos antes de lançá-los no rio. A receita é simples, mas a maioria dos países não consegue aplicá-la. Um relatório da Comissão Mundial de Águas, entidade internacional ligada à ONU, aponta...
tracking img