Desafio de planejamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2278 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


PLANEJAMENTO EM GESTÃO EM SERVIÇO SOCIAL








UNIVERSIDADE ANHANGUERA- POLO /RJ- TURMA
Professora Tutora Presencial:
Professor:
Curso: Serviço Social



Alunos do 5º período:










INTRODUÇÃO









Este trabalho refere-se ao conhecimento obtido através da reflexão do Planejamento Participativo para o Serviço Social ao longo dotempo, o embate com a trajetória do tradicionalismo profissional trazendo contribuições e questões a serem enfrentadas, renovadas com foco nos elementos éticos e metodológicos. Com olhar crítico podemos visualizar por diversos ângulos a importância de uma nova sociedade para superação da crise para participação de todos – participação no poder, não só individualmente, mais coletivamente. Astransformações e as novas posturas adquiridas no ponto de vista do Planejamento Participativo são o modelo e a metodologia e o caminho para constituição de uma nova realidade no agir no cotidiano do profissional de Serviço social.
.

















Porque planejamento Educacional

1º Interpretação:

A relação escola e sociedade nos remetem a um grande emaranhado de ideias einterpretações de várias correntes, onde veremos como o Planejamento é necessário. Existe uma interpretação ingênua que quando a escola é boa de qualidade e direcionada ao ensino com qualidade é responsável pelo bom rumo da sociedade. A escola é que lança bons cidadãos e assim, brotaria uma sociedade melhor. Essa afirmação é bem comum. Sabemos que para se produzir uma sociedade é necessária à ausênciade conflitos e estamos longe da harmonia social. A desarmonia social está na desigualdade entre as pessoas onde teremos sempre ricos, pobres etc. Assim, é bom (!) quem cumpre o seu dever, isto é, quem trabalha com força e energia, de maneira responsável (!), ocupando, sem reclamar, seu lugar na pirâmide social.

2ª Interpretação:

A escola-sociedade é feita a partir de um ponto de vista, de umcritério, e este é uma finalidade: o desenvolvimento. A educação, a escola em particular, direciona a sociedade porque “educação é investimento, porque a sociedade cresce, desenvolve-se na proporção direta do investimento em educação”. É preciso, dirigir a escolarização, a fim de que ela responda às necessidades de desenvolvimento da sociedade. A relação entre escola e sociedade é a de que sãopossíveis transformações sociais a partir de mudanças na escola. O investimento em educação é imprescindível, segundo essas correntes, porque entendem que a escola “boa” é causa de uma sociedade “boa”.

3 Interpretação:

A escola é uma função da sociedade, ou seja, as escolas serão reflexas da sociedade naquele determinado momento. Quando se indaga aos adeptos desta tese: as escolas podemajudar a mudar a realidade social tomando-a mais igualitária, a resposta é não. Uma sociedade tem sua hierarquia de valores, tem seu projeto pedagógico, tem sua prática educativa, tudo para que esta contribua com a confirmação daquele tipo de sociedade que a criou.

Vemos três tipos de pessoas que trabalham com educação A, B e C.

-A: dos conservadores. B: dos extremos revolucionários. C: dosque querem mudanças a partir do que existe. A melhor forma de posicionamento é do representado por C mesmo se dando conta do ou não da incoerência do fenômeno da reprodução, mais supõe a discussão prática de lançar transformações na realidade social vivente compreendendo a importância do planejamento --- sobre tudo político-social e, na prática como se realiza a reprodução e quais as possibilidadesde uma ação transformadora.

Não se podem criar fora da configuração social, mais se pode adubar a semente para que esta quando começar a brotar no mesmo campo da sociedade tenha um processo reprodução consciente e livre.



[pic]



A importância do Planejamento para o Assistente Social:

O planejamento é uma atividade humana. No âmbito do Serviço Social o planejamento é um...
tracking img