Desafio de aprendizado - desenvolvimento pessoal e profissional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2395 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Relataremos aqui algumas propostas para a capacitação do Assistente Social, apontando seus problemas e suas dificuldades de ingressar no mercado de trabalho, pois sabemos que muitos se graduam, mas ficam perdidos sem saber como agir. Por conta disto, que é necessário ser flexível, estar atentos às mudanças econômicas, sociais, políticas, culturais, etc..

Desenvolvimento
Sabemosque o mercado de trabalho esta difícil pra qualquer área, mas existem muitos cargos que têm muito mais oferta do que procura, há exemplo, cargos técnicos que são primordiais nas grandes empresas. (“técnicos” títulos dos Assistentes Sociais) que podem atuar em várias áreas como: fábricas, grandes empresas de diversas áreas, instituições prefeituras, associações, entidades assistenciais e de apoio.Neste mundo pós moderno não somente os assistentes sociais têm que usar de estratégias para não perder lugar para a tecnologia, mas com a globalização é necessário que as pessoas se preparem mais, pois o mercado de trabalho esta mais competitivo. Estamos falando o que estamos vivenciando a terceira revolução mundial, que é a tecnologia, vista em todos os setores profissionais.
Por isso que oprofissional não deve parar de estudar, estar preparado para as novas oportunidades. Com as mudanças sociais, políticas, econômicas, culturais, não existe mais estabilidade de emprego, e boa remuneração. Vejamos as diferenças, como são visíveis com relação ao poder público.

O Tribunal Superior do Trabalho deixou claro que o entendimento no sentido de que o servidor público celetista integrante daadministração pública direta, autarquia tem direito a estabilidade prevista no artigo 41 da Constituição Federal. Logo desde que seja os que prestaram o concurso público e forem efetivados, são únicos sujeitos á aquisição da estabilidade de conduta no artigo 41, por força do disposto no artigo 37, II da carta Fundamental, “revista a que se dá provimento” (TST – 3º T. – RR 31513 – REL.MIN. JoséLuiz Vasconcelos – j. 26.4.2000 – DJ 26.5.2000 – p. 450).
E tem os que embora sejam servidores públicos (latu sensu), não são ocupantes de cargos públicos de provimento efetivo. São os cargos de confiança, que o executivo pode contratar,esta na lei em uma Emenda Constitucional n.19/98 que faz menção a função de confiança e cargo de comissão.
Enfim, ambos os cargos possuem semelhanças; mas sópoderão exercer os cargos de: chefia assessoramento e direção. Desta maneira impedirá a contínua proliferação nos quadros municipais os cargos dos: professores, médicos, motoristas, técnicos como psicólogos, assistentes socais, nutricionistas, etc. Neste assunto existe uma polêmica, porque os funcionários públicos não aceitam muito os que entram para trabalhar temporariamente, poisos mesmos dizem que muitos não estão preparados com cargos técnicos, e assumem para comandar os que tem conhecimento e foram efetivados para tal. Por outro lado os executivos dizem que sem os funcionários contratados para ajudar a cumprir com seus mandatos, é impossível governar, pois tem que confiar nos funcionários que cuidam principalmente da secretaria de finanças, para não haverproblemas com lei de responsabilidade fiscal. Enfim com as constantes mudanças e evoluções do dia a dia todo profissional tem a sua visão de mundo, dependendo de como vive o seu dia a dia. “Temos que estar atentos e elaborar um projeto de vida, voltado para o mundo atual, respeitando nossas crenças e valores”. (CEOs sofrem com apagão profissional).
O profissional do serviço social tem que ter umarelação de confiança e empatia com seu público. O assistente social terá que mostrar seu comprometimento, procurar saber o que cada individuo necessita. Procurar esclarecer dúvidas, orientar sobre normas, códigos e legislação, orientar sobre direitos e deveres, orientar sobre grupos sócios educativos, assessorar em órgãos públicos e entidades civis.
“É o assistente social que planeja, coordena e...
tracking img